Já noticiamos nesse portal de notícias diversos casos sobre o que o excesso de ciúmes pode causar nos relacionamentos. O ciúme, se não controlado, deve ser tratado por especialistas, embora dificilmente uma pessoa que sofra, reconheça a necessidade de ajuda para evitar danos futuros. Alguns casos levam algumas pessoas a cometerem atrocidades contra o seu próximo, seja ele algum familiar, namorado ou até mesmo um amigo [VIDEO].

Há quem trabalha em unidades de pronto-atendimento que relatam que sempre chegam pessoas machucadas, desde cortes ou hematomas, a casos graves, como amputação de membros. Tudo isso por conta de ciúmes.

Homens e mulheres que desconfiam de seus parceiros e acabam por tomar atitudes que chegam ao extremo.

Agir por conta do ciúme não só traz danos à pessoa que está recebendo o ato, como também a quem pratica. A maioria dos casos são enviados à polícia para que haja esclarecimentos e possíveis decisões sobre qual a medida a ser feita para que seja evitado que isso ou coisas piores se repitam [VIDEO].

Caso de ciúmes chama atenção nas redes sociais

Segundo as informações colhidas sobre o acontecido, uma mulher foi parar na delegacia por ter cortado os órgãos genitais de seu parceiro.

Ao analisar os fatos, foi visto que a mesma estava com ciúmes, porque o mesmo tinha feito elogios a uma outra mulher. Zhanna Nurzhanova, de apenas 36 anos, foi acusada pelo crime, e, conforme as informações, ela drogou seu namorado com medicamentos para o fazer dormir e, logo após, colocar em prática o seu plano.

Mulher corta o pênis do namorado por conta de um elogio

Pessoas próximas a mulher relataram que Zhanna ficou com muita raiva por ver que o namorado tinha fotos de uma mulher em seu celular e que a tinha elogiado por ser visualmente bela.

De acordo com o Jornal Mirror, depois de fazer seu namorado dormir, conseguiu um anestésico e injetou por toda a área perineal de seu namorado. Depois de alguns segundos, ela cortou o pênis do rapaz que não teve o nome divulgado. Tudo aconteceu na casa dela, onde são provenientes de Astana, no Cazaquistão.

Médicos após cirurgia não conseguiram êxito em reimplantar órgão sexual do jovem

Logo após ter cometido esse ato, que deixou a população bastante abismada, ela levou o namorado para uma unidade de atendimento médico. Os médicos fizeram a cirurgia para tentar reimplantar o pênis, porém, com todos os ferimentos que ele possuía, ficou praticamente impossível reimplantar. Ainda não foram dadas informações sobre como estaria o estado de saúde do rapaz.

Acusada está à disposição da Justiça para pagar pelo crime

Na unidade de saúde, os médicos ligaram para a polícia e contaram o fato. Logo chegou uma viatura para levar a acusada à delegacia. O caso dela está sendo analisado pela Justiça, e ela pode pegar até 6 anos de prisão por conta das acusações.