Anúncio
Anúncio

Ao contrário dos Estados Unidos, que está cada vez mais fechando as fronteiras para imigrantes, o Canadá, país de terras geladas da América do Norte, tem como objetivo trazer cerca de 1 milhão de imigrantes para integrarem a nação até 2021.

Segundo informações divulgadas pela Folha de S.Paulo, o objetivo do governo canadense é o de receber cerca de 330.800 estrangeiros durante este ano de 2019. Já para 2020, o país espera trazer cerca de 341 mil novos imigrantes e, para 2021, 350 mil.

De acordo com o plano fixado pelo Parlamento, que tem como líder o premiê Justin Trudeau, mais de 50% das Vagas anuais são destinadas a trabalhadores. As demais são divididas para abranger familiares e refugiados.

Anúncio

Com a população envelhecendo, Canadá busca imigrantes para suprir mão de obra

O Canadá tem registrado baixas taxas de fertilidade no decorrer das últimas décadas. Com a população envelhecendo, a demanda por pessoas que supram os postos de trabalho deixados pelos cidadãos que estão se aposentado é alta e é justamente nesse ponto que a imigração se torna crucial.

Segundo o Ministério da Imigração, Refugiados e Cidadania, a reposição de trabalhadores é fundamental, por exemplo, para garantir a sustentabilidade do sistema previdenciário do país. Conforme os dados apresentados, em 2012 o Canadá tinha em média 4,2 trabalhadores aposentados para 1 trabalhador ativo. Para 2036, a projeção do governo é de que essa média seja de 2 para 1.

Anúncio

Perfil de imigrantes exigido pelo Canadá

Apesar da necessidade, o governo canadense deixa claro em sua proposta de imigração de que não é qualquer pessoa que será aceita no país. O público-alvo buscado pelo Canadá é de pessoas qualificadas profissionalmente, além de exigir o domínio de inglês ou francês, uma vez que a região de Quebec adota o francês como língua oficial.

Kareem El-Assal, responsável pelo centro de pesquisa The Conference Board of Canada, afirma que entre os canadenses que têm entre 35 e 64 anos, 29% têm educação superior. Já entre os imigrantes, esse percentual sobe para 40%. Além disso, conforme dados do Ministério da Imigração, Refugiados e Cidadania, 93% dos imigrantes têm conhecimento de inglês ou de francês. ''É um processo muito seletivo'', garante Assal.

Anúncio

Manitoba seleciona famílias para trabalhar na província

Uma das maiores províncias canadenses desenvolveu um projeto-piloto para trazer famílias para o território. Como Manitoba tem muitas indústrias, o perfil dos imigrantes recrutados é de trabalhadores industriais.

Os primeiros a chegarem ao local foram famílias que vieram da Alemanha, agora, segundo Adele Dick, dona da Star 7 Internacional, empresa de consultoria de imigração localizada em Winkler, há pedidos chegando de outras partes do mundo para integrar o projeto, como Cazaquistão, Ucrânia, Azerbaijão, Rússia e países do leste europeu.