Um homem morreu na manhã desta última terça-feira (5) em Zechov, na República Tcheca, após ser atacado por um dos leões que eram criados no quintal de sua casa. O corpo de Michal Prasek, de 33 anos, foi encontrado pelo pai dentro da jaula trancada por dentro.

O rapaz foi atacado por um dos leões que criava no quintal de sua casa, sendo um deles macho, de nove anos, e a outra uma fêmea, mais jovem. O criador foi atacado pelo felino macho, que, segundo a porta-voz da polícia Lenka Javorkova, assim como a fêmea –que supostamente estaria grávida– foi morto a tiros pela polícia, que necessitava entrar na jaula para conseguir retirar o corpo que estava com os Animais.

A criação do leão

Desde o início, a criação de tais animais no quintal da casa de Prasek gerava uma grande preocupação vinda dos vizinhos, os quais chegaram a acionar a intervenção de autoridades, que, visando os fatos, não tiveram uma razão legal para fazê-lo desistir da criação no quintal. Além disso, a mídia relata que Prasek convidava alguns de seus vizinhos, na aldeia tcheca de Zechov, para visitarem os animais em sua residência.

Desse modo, Prasek foi multado pela criação ilegal de animais, visto que o mesmo não obteve nenhuma licença para a construção das jaulas para colocar e criar os felinos.

Contudo, o criador dos leões chegou ao ponto de se recusar a permitir que autoridades entrassem em sua propriedade e, como as mesmas não possuíam provas de que os animais estavam sendo maltratados, nem muito menos havia um local alternativo para realocar os mesmos, as autoridades não puderam levá-los contra a vontade do dono.

Após o acidente narrado anteriormente, ao encontrar o corpo do filho, que já estava morto, na parte de dentro da jaula, na manhã dessa terça-feira (5), o pai da vítima relata à imprensa local que a jaula estava trancada pelo lado de dentro.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Animais

O corpo de Prasek será mandado para autópsia, para melhor entendimento e confirmação da causa de sua morte.

São inúmeros os casos de ataques por leões e poucos são as vítimas que conseguem sobreviver, visto que o comportamento dos felinos varia de acordo com a região. Leões que tem mais contato com turistas e pessoas em geral estão menos propensos a atacar, contudo, é aconselhável manter-se longe de animais como os de Michal Prasek.

No verão de 2018, os leões criados pela vítima narrada já foram parar na mídia, sendo motivos de manchetes, após a colisão de um ciclista com a leoa mais jovem, que estava passeando no parque junto de seu dono, amarrada a uma corrente, como coleira.

O caso foi considerado acidente de trânsito após a intervenção da polícia.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo