Um ataque terrorista aconteceu nesta sexta-feira (15) na cidade de Christchurch, na Nova Zelândia. Duas mesquitas sofreram ataques simultâneos. Em uma delas, o atirador fez questão de filmar toda a ação e transmitir ao vivo na web.

Para poder realizar a transmissão ao vivo, o atirador encontrou um jeito de acoplar uma câmera em um capacete que ele usou no momento do ataque. Ele começa a transmitir o vídeo enquanto ainda estava dentro de um veículo, que, a propósito, é o mesmo veículo usado pelo criminoso durante a fuga.

Publicidade
Publicidade

Ele inicia a transmissão, em sequência sai do veículo e começa a caminhar para a mesquita. Ele faz suas primeiras vítimas. Um dos fiéis que foi alvejado caiu no chão, e, lutando pela vida, começou a se rastejar para tentar escapar do ataque. O atirador não permitiu que a vítima conseguisse fugir, e, imediatamente, desferiu novos disparos, e a pessoa morreu no local.

No vídeo é possível ver o desespero, correria e gritaria dos fiéis que estão dentro da mesquita.

Publicidade

Algumas pessoas que estavam mais longe do atirador conseguiram quebrar o vidro das janelas do templo e pular para fora da mesquita, e, dessa forma, escapar do ataque.

Ao final do atentado, o atirador retorna para o seu carro e ainda faz um comentário debochado, dizendo que não houve necessidade de mirar em suas vítimas, pois elas eram muitas naquele local. Após 17 minutos de transmissão ao vivo, o vídeo é encerrado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Até o momento, pelo menos 48 pessoas estão feridas e 49 morreram. A transmissão ao vivo do massacre aconteceu na mesquita em Linwood, no subúrbio de Christchurch.

300 pessoas estavam na mesquita quando o ataque começou

No horário local, os fiéis se encontram na mesquita às 13h30 para fazer suas orações. O atirador chegou por volta das 13h40. O templo estava lotado, e, por sorte, a maioria das pessoas conseguiu escapar do ataque. Ao todo, 300 pessoas estavam no templo fazendo suas orações.

Ataque em mesquita de Masjid Al Noor

Ao mesmo tempo, outro ataque estava acontecendo na mesquita de Masjid Al Noor. Relatos apontam que aconteceu um grande tiroteio por lá. Inclusive, as autoridades policiais foram capazes de localizar um carro-bomba que estava estacionado em Strickland Street, que fica a cerca de três quilômetros de Hagley Park.

Primeira ministra se manifesta no Twitter

A primeira-ministra do país, Jacinda Ardern, decidiu usar seu perfil oficial no Twitter para falar sobre o ocorrido.

Publicidade

Ela afirmou que o atentado é cruel e sem precedentes. Jacinda também disse que a Nova Zelândia está vivendo um dos seus dias mais sombrios.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo