Pelo menos 41 pessoas morreram após um avião da companhia estatal de aviação russa Aeroflot precisar fazer um pouso de emergência neste domingo (5), no aeroporto Internacional de Moscovo-Sheremetievo, de onde havia decolado minutos antes transportando 78 passageiros. Segundo autoridades do país, 37 sobreviveram e, entre as vítimas fatais, há duas crianças.

A agência France Press noticiou que a aeronave havia decolado com destino a Mursmank, no extremo norte da Rússia, porém, em razão de uma emergência, precisou retornar ao aeroporto Moscovo-Sheremetievo.

O avião, modelo Sukhoi Superjet 100, emitiu um sinal de emergência logo após a decolagem.

Após uma primeira tentativa de pouso de emergência fracassar, foi feita uma segunda tentativa, quando a fuselagem da aeronave atingiu o solo. A agência Ria Novosti, por sua vez, afirmou que um problema elétrico causou o incêndio em pleno voo. O pouso de emergência aconteceu 28 minutos após a decolagem, realizada às 18h08 no horário local (2h08 pelo horário de Brasília).

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, expressou condolências aos parentes das vítimas.

Já o Comitê Russo de Pesquisas enviou um comunicado no qual informava que “uma investigação criminal foi aberta por violação dos regulamentos de segurança”.

O modelo Sukhoi Superjet 100 é o primeiro avião civil projetado no país após o fim da União Soviética. Apesar de ser motivo de orgulho na Rússia, a aeronave é muito criticada por conta de sua instabilidade e tem pouca aceitação em outros mercados.

Vídeos mostram incêndio na aeronave

Dois vídeos que circulam nas redes sociais mostram a aeronave em chamas.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

Um deles, feito por um canal de televisão da Rússia, registrou o início do incêndio logo após o trem de pouso ser danificado. O avião ficou queimando na pista e as chamas provocaram uma enorme cortina de fumaça.

Outro vídeo gravado por um passageiro de dentro do avião registrou o fogo do lado externo da aeronave, além do desespero dos passageiros e a tentativa de saída do avião. Rapidamente o Corpo de Bombeiros entrou na pista para combater as chamas e resgatar os ocupantes da aeronave.

Acidente em 2018 deixou 18 feridos em Sochi

Em setembro do ano passado, 18 passageiros ficaram feridos após um avião da empresa russa Utair cair ao aterrissar no aeroporto de Sochi, no sul do país, e pegar fogo.

No momento do acidente chovia muito e havia ventos fortes. Os bombeiros controlaram o incêndio em poucos minutos e retiraram todos os passageiros. De acordo com informações passadas por agências de notícias, no momento da aterrissagem, o piloto não teria freado a tempo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo