Um morador de Londres escapou por muito pouco de ser atingindo por um corpo de um homem, que viajava de forma clandestina no trem de pouso de um avião companhia Kenya Airways, que havia decolado de Nairóbi, capital do Quênia, com destino à capital inglesa. O trajeto dura cerca de nove horas. A queda acorreu no último domingo (30), momentos antes do aparelho fazer o pouso no aeroporto londrino de Heathrow, a oeste desta capital.

O corpo do passageiro caiu no jardim de uma casa de Londres, no bairro Clapham, sudoeste da cidade, a cerca de um metro do morador, que estava tomando sol e demorou a perceber o que se tratava.

“Ele foi muito sortudo de não ser atingido e morto”, disse um vizinho de John Baldock, o sortudo morador.

“Ele estava dormindo e então houve um grande impacto”, seguiu a testemunha, que preferiu não se identificar, afirmando ainda que o dono da casa estava em estado de choque.

Corpo congelado abriu um buraco no chão

O impacto do corpo com o chão foi tão forte que abriu um buraco na grama do jardim. A testemunha disse que quando ouviu o barulho correu para o jardim e, à princípio, chegou a pensar que se tratasse de um mendigo, por conta das roupas, mas ao chegar mais perto notou que também havia sangue nos muros do jardim.

O corpo do viajante clandestino estava congelado, segundo a testemunha, como um bloco de gelo. “Estava tão intacto era porque seu corpo era um bloco de gelo”, disse. O cadáver foi retirado do local por agentes funerários por volta das 19h30, no horário local.

A companhia aérea expressou condolências e lamentou o fato de uma pessoa ter perdido a vida por viajar de forma clandestina em uma de suas aeronaves. Ainda de acordo com a empresa, próximo ao trem de pouso foi encontrado uma bolsa, um pouco de comida e água.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

Uma fonte da Kenya Airways disse ainda que a empresa está colaborando com as investigações.

Uma outra testemunha disse que se ele tivesse caído do avião poucos segundos depois, iria cair em um local onde havia centenas de pessoas. Ela também agradeceu o fato de seus filhos não estarem em casa na hora que ocorreu a queda e por isso não terem visto o corpo. As autoridades acreditam na tese de que o passageiro viajava de forma clandestina e investigarão o caso como morte não suspeita.

Em 2012, corpo foi achado em calçada

Nos últimos anos, Londres registrou outros dois casos de passageiros que morrem ao tentar viajar de forma clandestina em aviões.

Em 2012, o corpo de um homem foi encontrado em uma calçada no sul da capital inglesa. O homem, identificado como Jose Matada, veio de Angola viajando em um trem de pouso de British Airways. Já em 2015, em Richmond, o corpo de um homem foi achado em cima a telhado de um prédio.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo