Mais de 30 pessoas morreram, de acordo com estimativa das autoridades, em um incêndio criminoso ocorrido na manhã desta quinta-feira (18), ainda noite de quarta no Brasil, em um estúdio de animação na cidade de Kyoto, no oeste do Japão. Um homem apontado como sendo o responsável pelo crime está sob custódia. Os trabalhos de resgate já foram encerrados.

Segundo informações, por volta das 10h30 no horário local (22h30 pelo horário de Brasília), um homem, cuja identidade não foi revelada, entrou no prédio de três andares onde funcionam os estúdios Kyoto Animation e, aos gritos de “morram”, começou a espalhar um líquido, que supõe-se que seja gasolina.

Cerca de 70 pessoas estavam no local quando o fogo começou.

Para combater as chamas foram mobilizados cerca de 40 caminhões de bombeiros. 37 pessoas, das quais dez estariam em estado grave, foram levadas para hospitais. O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, condenou o ataque, o classificando como assombroso demais para as palavras.

O Japão conta com baixos índices de violência, quando ocorre uma situação igual a esta a população costuma ficar chocada.

Suposto incendiário está sob custódia

A única informação que se tem sobre o homem suspeito de ter feito o ataque é que ele tem 41 anos, ficou ferido e foi levado a um hospital. O suspeito está sob custódia da Polícia. Autoridades ainda não sabem a motivação do ataque.

Outros casos de crimes impactantes aconteceram no Japão. Um caso de destaque aconteceu em 2001, 40 pessoas morreram em um incêndio criminoso ocorrido em um distrito conhecido por oferecer entretenimento adulto.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Animes

Outro caso, ocorreu em 2016, 19 pessoas foram mortas após serem esfaqueadas por um homem que invadiu uma clínica que atende pacientes com deficiência, em Sagamihara.

Fãs lamentam o incêndio

Criada em 1981, a Kyoto Animation, ou simplesmente KyoAni, produz desenhos animados, além de trabalhar na criação de personagens e no desenvolvimento de produtos baseados em suas séries de mangás. Também realizou trabalhos secundários de animação em “Winnie the Pooh” e “Pokemon”.

Diversas pessoas se utilizaram das redes sociais para lamentar o corrido. “Saber que alguém pode fazer algo tão horrível (...) é absolutamente repugnante”, escreveu o dublador SungWon Cho, que disse também ter ficado horrorizado ao saber do ocorrido.

“Algum doente usou gasolina para incendiar o Kyoto Animation”, escreveu o youtuber Joey Bizinger. “Como um ser humano pode fazer algo tão terrível está além da minha compreensão”, completou o Joey, que também está promovendo uma vaquinha virtual para arrecadar fundos para ajudar o estúdio.

Nas primeiras horas de campanha, 60% da meta de 500 mil dólares já havia sido arrecadado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo