Nesta semana, Nova Délhi, capital da Índia, registrou as maiores temperaturas para o mês de maio em 18 anos na localidade. O termômetro do local chegou a 47º C nesta última terça-feira (26), como foi anunciado através do serviço de meteorologia do país.

Perto da capital, no estado de Rajasthan, na cidade de Churu, foi registrada uma temperatura de 50º C. Essa onda de calor que tem afetado a Índia [VIDEO] está na região noroeste do país e deve seguir desta forma pelo menos até esta próxima quinta-feira (28), de acordo com o que foi constatado pelo serviço de meteorologia, devido aos ventos secos que ocorrem no centro do país.

Maio e junho normalmente são os meses em que as temperaturas são mais altas na Índia, e geralmente alcançam casas acima dos 40º C. No entanto, o calor após o final destes meses irá diminuir progressivamente com a chegada da estação das chuvas que acontece em junho, quando as temperaturas começarão a mostrar uma baixa no país.

Até o momento não foram registradas mortes durante esta onda de calor que tem afetado o país. Entre os anos de 2015 e 2019, morreram 3500 pessoas no país em decorrência das altas temperaturas apresentada neste momento.

Problemas assolam a Índia

Além disso, nos últimos dias a Índia também tem enfrentado outro problema complicado. Isso porque o país está vivendo no momento a pior invasão de gafanhotos em três décadas, que chegou até mesmo a destruir 50 mil hectares de plantações, com a chegada da praga com os insetos em abril deste ano, no estado do Rajastão.

Para combater a praga que está assolando o país, as autoridades estão usando drones, tratores e veículos para conseguir perseguir a nuvem formada pelos gafanhotos para assim atacá-los, fazendo uso de inseticidas.

De acordo com K.L. Gurjar, subdiretor do Locust Warning Organisation (LWO), departamento do Ministério indiano da Agricultura, no momento estão entre oito a dez nuvens formadas pelos insetos, que medem em torno de 1 quilômetro quadrado cada, que estão ativas no momento no Rajastão e Madhya Pradesh.

Entretanto, outras nuvens menores estão ativas também no país, em outros estados como Maharastra, Gujarat, Punjab e Uttar Pradesh. Nestes locais, os gafanhotos também estão sendo uma grande ameaça para as plantações, e tem agravado muito a situação dos agricultores no país, que no momento já estão sofrendo e fragilizados com o momento complicado devido à pandemia do coronavírus no país.

Nesta última terça-feira (26) uma grande nuvem dos insetos chegou aos bairros residenciais de Jaipur, na capital do Rajastão. Com a chegada dos animais no local, os moradores foram obrigados a fazer barulho para conseguir espantá-los da região.

A praga dos gafanhotos destrói quase que anualmente todos os cultivos que são feitos no Rajastão, perto da fronteira. No entanto, é incomum que aconteça o mesmo no interior do estado, de acordo com o que foi dito pela LWO.

Siga a página Natureza
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!