Nos últimos dias os animais têm ganhado destaque nas manchetes dos jornais mundiais. Tivemos cobras, tubarões, tigres, emas e agora uma lombriga.

Uma mulher japonesa de 25 anos sentiu dores na garganta e decidiu procurar assistência médica. Durante o exame, algo inusitado aconteceu, causando surpresa no médico e na paciente. Uma lombriga de aproximadamente quatro centímetros foi encontrada na garganta da jovem, em uma das amígdalas, e por incrível que pareça o animal estava vivo, e permaneceu assim após a retirada.

O caso aconteceu em Tóquio, Japão, no Hospital Internacional St. Luke's. O caso foi relatado pelo jornal da Sociedade Americana de Medicina Tropical e Higiene na edição deste mês de julho.

O atendimento

De acordo com informações do hospital, a mulher procurou a instituição alegando um incômodo na garganta e sintomas relacionados a um quadro gripal.

Durante o exame, o médico encontrou a lombriga na amígdala da jovem, e precisou usar uma pinça para efetuar a retirada. Depois de se livrar da lombriga, a mulher apresentou melhora imediata. A mulher passa bem.

A lombriga

O verme de cor preta foi identificado pelos próprios médicos como uma lombriga. De acordo com a equipe médica, esse tipo de parasita pode ser encontrado em pessoas que ingerem peixes e carnes cruas.

A mulher confirmou a ingestão dos alimentos, contando que dias antes do início dos sintomas havia comido sashimi, um prato típico do Japão, que tem como ingredientes principais peixes e frutos-do-mar crus.

De acordo com o jornal que publicou o caso, acontecimentos semelhantes ao dessa mulher são cada vez mais comuns em todo o mundo.

A grande crescente de restaurantes que servem comida japonesa em diversos países do mundo, fazem com que o consumo de pratos como o sashimi e sushi sejam cada vez mais comuns, fortalecendo este tipo de ocorrência.

Parasita do Sushi

Um grupo de cientistas da Universidade de Washington (EUA), realizaram uma investigação que comprova o aumento dos vermes adquiridos através do consumo de frutos do mar e peixes crus.

O verme-parasita anisakis foi intitulado como o parasita do sushi. De acordo com os estudos científicos, eles podem causar uma infecção no trato intestinal de seres humanos.

Uma publicação da Global Change Biology afirma que os oceanos apresentaram um disparo nos últimos anos na presença desse tipo de vermes.

Esses bichinhos nada fofinhos são encontrados em uma grande variedade de animais marinhos, entre eles as lulas, camarão, ostras, salmão, bacalhau entre outras espécies. Os parasitas podem atingir um comprimento de 15 centímetros, e viver dentro de um corpo humano por longos períodos, sem que seja descoberto.

Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!