Nos últimos dias, um caso de incesto que aconteceu nos Estados Unidos ganhou repercussão no mundo inteiro através das redes sociais. Um homem que foi identificado como Travis Fieldgrove, de 40 anos, recebeu uma dura punição por causa de sua atitude em relação à filha. Além de ser considerado um pecado grave de acordo com os preceitos religiosos, a prática também é um crime.

Por esse motivo, o pai que casou com a própria filha biológica foi condenado perante a Justiça americana. Travis Fiedgrove foi condenado pelo sistema judiciário dos Estados Unidos a cumprir mais de dois anos de prisão por ter se casado com a jovem Samantha Kershner.

Na verdade, os dois foram presos, segundo informação do portal de notícias Daily Mail.

Conforme informado pelo portal, o caso de incesto acabou se tornando público após ter sido denunciado no ano de 2019, por uma ex-companheira do americano, que ficou sabendo sobre o Relacionamento amoroso entre pai e filha. De acordo com as autoridades locais, o pai e a filha somente se conheceram quando a garota tinha 17 anos. O envolvimento amoroso somente teria começado três anos depois.

O relacionamento entre os dois começou no ano de 2018 e os dois tinham conhecimento da relação biológica entre eles antes de ter contanto mais íntimo. Ainda conforme o portal de notícias Daily Mail, Travis Fiedgrove e a filha Samantha decidiram se casar de forma rápida após descobrir que havia uma notificação de que estava acontecendo uma investigação sobre a situação deles.

O relacionamento era público e o pai chegou a compartilhar fotografias da cerimônia de casamento em sua rede social. No último dia 3 novembro, o pai, que mora no município de St. Paul, em Nebraska, Estados Unidos, usou o seu perfil na rede social para desabafar dizendo que conta os dias para poder deixar a prisão, pois está exausto de desperdiçar a vida.

Filhas competiram pela atenção do pai

A situação da família é um pouco mais complexa. Durante uma conversa com a jovem, Samantha revelou às autoridades que ela e sua meia-irmã já competiram para se relacionar com o pai. A garota foi condenada a 22 dias de prisão, mas já se encontra em liberdade. Além da condenação de ter que ficar mais de dois anos preso, o americano está impedido de ter contato com a filha, mesmo depois de deixar a reclusão.

O advogado do pai disse que ele está envergonhado com o que aconteceu e gostaria que o caso com a própria filha nunca tivesse ocorrido. O defensor atribuiu problemas mentais ao seu cliente.

Não é a primeira vez que acontece nos Estados Unidos, um caso de incesto em pai e filha, mas podemos observar que a Justiça americana não deixa passar impune.

Siga a página Relacionamento
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!