O mundo parou para acompanhar o processo das eleições dos Estados Unidos da América (EUA), que iniciou na terça-feira (3). O resultado, baseado em projeções de veículos de imprensa, foi divulgado neste sábado (7), após o democrata Joe Biden conseguir os 270 delegados no Colégio Eleitoral.

O democrata Joe Biden venceu as eleições dos EUA e derrotou Donald Trump, consumando o fim da era do republicado no país.

Vale destacar que as projeções da vitória do democrata foram feitas por vários veículos de imprensa como a NBC, AP, CNN, Associated Press e 'New York Times. Os votos de Biden são suficientes para sair vitorioso das eleições e se tornar o 46º presidente dos Estados Unidos.

Apesar de não ser declarado oficialmente presidente do país, essas projeções são suficientes para que o país reconheça a eleição de um presidente.

Segundo as projeções da Associated Press, Joe Biden faltava apenas 6 votos no colégio eleitoral para alcançar os 270 votos que deveriam ter para ganhar de Trump. Ao ter a vitória projetada na Pensilvânia, Biden conseguiu os 284 votos.

Quem é Joe Biden, novo presidente eleito dos EUA

Joe Biden será o 46º presidente da história dos EUA, e o também o mais idoso. No dia que tomar posse, Joe estará com 78 anos. A vitória dele representa o retorno dos democratas ao poder. Biden foi vice de Barack Obama por dois mandatos, de 2009 a 2017. Ele foi senador por 6 mandatos pelo Estado de Delaware, e em 1988 tentou se candidatar à presidência pela primeira vez.

Rodrigo Maia parabeniza Joe Biden

Após a vitória de Joe Biden, o presidente da Câmara Rodrigo Maia já se manifestou sobre o resultado das eleições dos EUA. Rodrigo Maia afirmou em sua conta do Twitter que o resultado das eleições restauram os valores da democracia liberal, que valoriza os direitos humanos e das minorias.

Além disso, o presidente da Câmara fez questão de parabenizar Joe Biden em nome da Câmara do Brasil e reforçou os laços de amizade entre o Brasil e EUA.

Bolsonaro ainda não se manifestou sobre vitória de Biden

Rodrigo Maia saiu na frente e já reconheceu Joe Biden como o novo presidente dos EUA.

Entretanto, o presidente da República, Bolsonaro, ainda não se manifestou sobre o resultado das eleições.

Alinhado com o republicado Donald Trump, Bolsonaro afirmou recentemente, na sexta-feira (6), que Trump não era a pessoa mais importante do mundo, e que ele também não era.

Em uma cerimônia que formou 650 novos policiais federais rodoviários, Bolsonaro não mencionou de forma direta as eleições nos Estados Unidos, entretanto voltou a afirmar que tinha preferência por Trump.

A relação de amizade entre Bolsonaro e Trump foi evidente durante o governo. Eles inclusive, já se encontraram várias vezes durante este período. Eles chegaram até mesmo a trocar elogios e enaltecer a forma de governo.

Não perca a nossa página no Facebook!