O mundo das notícias é complexo, e histórias e imagens falsas costumam ser amplamente compartilhadas nas redes sociais. A equipe editorial da Blasting News identifica as informações enganosas e as fraudes mais populares toda semana para ajudá-lo a entender o que é verdade e o que é mentira. Aqui estão alguns dos boatos falsos mais compartilhados da semana.

EUA

Alegação: Biden está dando estadias em hotéis e passagens de ônibus a imigrantes ilegais

Fatos: Publicações compartilhadas no Facebook alegam que o presidente dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden, está dando a imigrantes ilegais no país seis meses de estadia em hotéis e US$ 1.100 em vouchers da companhia Greyhound para viagens de ônibus.

Verdade: Em declarações no último dia 20 de março, Tae Johnson, diretor interino do Serviço de Imigração e Controlo de Fronteiras (ICE, nas siglas em inglês), disse que a agência do governo americano havia assinado um contrato de curto prazo no valor de US$ 86,9 milhões para fornecer abrigo temporário para famílias em processo de remoção do país. Em declarações à AFP, a assessorial do ICE informou que, “de acordo com o contrato, o abrigo deve ser de curto prazo e geralmente menos de 72 horas”.

Também em declarações à AFP, a Greyhound afirmou que não tem nenhum programa de vouchers com o governo americano.

EUA

Alegação: Bill Gates comprou o aplicativo de mensagens Telegram

Fatos: Publicações compartilhadas no Facebook e Instagram alegam que o bilionário e filantropo norte-americano Bill Gates comprou o aplicativo de mensagens Telegram.

Alguns dos posts trazem uma captura de tela de uma suposta manchete da emissora Fox News dando a informação.

Verdade: Em declarações à agência Reuters, a assessorial de imprensa do Telegram informou que o aplicativo “permanece totalmente propriedade de Pavel Durov”. Também à Reuters, a assessorial da Fundação Bill & Melinda Gates informou que o bilionário “não tem relação financeira com o Telegram”.

Quanto à suposta manchete da Fox News, uma busca reversa na internet mostra que a imagem foi manipulada digitalmente para incluir a falsa alegação.

Brasil

Alegação: Lula roubou talheres de ouro dados pela rainha Elizabeth 2ª a Costa e Silva

Fatos: Publicações compartilhadas no Facebook alegam que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ao deixar o poder no final de 2010, levou consigo do Palácio da Alvorada um faqueiro de ouro que a rainha Elizabeth 2ª havia dado ao presidente Artur da Costa e Silva. As publicações são acompanhadas de uma foto do general com a monarca inglesa e outra de um faqueiro dourado.

Verdade: Ao visitar o Palácio da Alvorada em novembro de 1968, a rainha Elizabeth 2ª presenteou o então presidente Costa e Silva com “uma taça de prata ovalada”, segundo registro da época feito pelo jornal O Estado de S.

Paulo. Quanto à imagem dos talheres compartilhada nas publicações, uma busca reversa na internet mostra que ela foi publicada originalmente em fevereiro de 2013 no site do leiloeiro Mozart Melo e mostra um faqueiro de origem coreana banhado a ouro.

Espanha

Alegação: Vídeo mostra filhos dos Três Tenores cantando

Fatos: Publicações no Facebook compartilharam um vídeo de três jovens cantando acompanhado da seguinte legenda: “São os filhos dos três melhores tenores: Plácido Domingo, José Carreras e Luciano Pavarotti. Os genes….”.

Verdade: Ao contrário do que afirmam as publicações, o vídeo é, na verdade, do trio italiano Il Volo, formado por Gianluca Ginoble, Ignazio Boschetto e Piero Barone. Nenhum dos três tem relação direta de parentesco com Os Três Tenores.

O mesmo vídeo compartilhado nas redes sociais pode ser encontrado na conta official do Il Volo no YouTube, publicado em 31 de maio de 2012.

Itália

Alegação: Mais de 1.000 crianças foram resgatadas do navio Ever Given

Fatos: Publicação compartilhada no Facebook alega que mais de 1.000 crianças foram resgatadas do navio cargueiro Ever Given, que ficou encalhado por seis dias no Canal de Suez no último mês de março. Segundo os posts, a embarcação transportava armas de destruição em massa e crianças vítimas do tráfico de seres humanos.

Verdade: Não há nenhum registro na grande mídia internacional de que uma operação tenha encontrado crianças ou armas de destruição em massa a bordo do navio Ever Given.

A notícia falsa foi publicada originalmente no último dia 1º de abril pelo site Before It's News, que já teve outros artigos desmentidos por agências de checagem de fatos.

Austrália

Alegação: Apenas um político morreu de Covid-19

Fatos: Publicações compartilhadas no Facebook alegam que nenhum politico no mundo morreu de Covid-19, com exceção de John Magufuli, presidente da Tanzânia, famoso por negar a pandemia.

Verdade: Ao contrário do que afirmam as publicações, ao menos sete políticos e ex-políticos em todo o mundo morreram de Covid-19, entre eles o ex-presidente francês Valery Giscard d'Estaing, o ex-presidente suíço Flavio Cotti e o ex-chefe de estado do Burundi Pierre Buyoya. Autoridades da Tanzânia afirmam que Magufuli morreu no último dia 17 de março, vítima de problemas cardíacos.

Opositores, no entanto, afirmam que o político contraiu o coronavírus pouco antes de morrer.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!