O cantor e compositor Alceu Valença, 73 anos, é um dos cantores mais conhecidos da música no Brasil e se encontra cumprindo o isolamento social em sua casa no Rio de Janeiro. O artista fez uma live no começo da noite deste domingo (3), direto de sua casa, mas antes disso deu uma entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, que foi publicada neste domingo.

Alceu Valença falou sobre quarentena

O cantor falou que tem cumprindo a quarentena desde o começo dentro de sua casa e que tem aproveitado para tocar violão. Ele relembrou que morou um tempo em Paris nos anos 70 e que na época não tinha o que fazer e tocava violão o tempo todo e que agora, como também fica sem ter o que fazer, aproveita para tocar músicas de seu repertório e canções de Luiz Gonzaga.

Alceu disse que fica lembrando também da sua terra natal, São Bento do Una, e se lembra de Olinda e canta músicas da região. O artista contou que fica lembrando de canções que fez em São Paulo, em Minas Gerais e em Nova York e fica cantando, relembrando e viajando nessas histórias da sua vida.

O famoso falou sua relação com a internet e disse que hoje essa tecnologia é maravilhosa e que se não fosse o WhatsApp as pessoas enlouqueceriam dentro de casa. Ele disse que tem se comunicado com a família e amigos através do aplicativo, mas que não gosta de participar de grupos e que tem visto filmes durante esse período, mas que gosta mesmo é da tela grande.

Alceu Valença sobre pandemia para os músicos

O artista falou sobre o efeito da pandemia para os músicos e disse que está difícil para esse ramo e que está mais difícil para os técnicos de som e roadie. Alceu disse que viu o cancelamento da festa de São João da Bahia e que com isso 1 bilhão de reais deixará de ser movimentado e as pessoas que estigmatizam esses eventos sofrerão mais.

O cantor falou sobre ter pessoas de todas as gerações em seus shows e que acredita que isso ocorreu por não ter seguido nenhum movimento, mas ter se movimentado juntamente com suas músicas e que pais que gostavam das suas canções foram passando isso para os filhos.

Alceu Valença sobre o projeto "O Grande Encontro", que junta ele, Geraldo Azevedo e Elba Ramalho.

Segundo o mesmo, eles vivem na estrada e só encontram nos shows do projeto, reunião de artista com histórias parecidas. Ele contou que além do projeto com os amigos, se apresenta no São João, durante o carnaval, com a Orquestra Ouro Preto, faz show acústico e o Amigo da Arte.

Avaliação de Alceu Valença sobre Bolsonaro

O cantor falou como tem visto a situação política do Brasil nesse momento de pandemia do novo coronavírus. Ele disse que está cumprindo a quarentena e passando por essa situação fazendo tudo ao contrário do que o Presidente Jair Bolsonaro manda.

Alceu Valença disse que se o presidente manda ir para a rua, ele fica dentro de sua casa. "Estamos passando por essa pandemia e eu faço tudo ao contrário do que o presidente manda", disse.

O compositor questionou uma fala de Bolsonaro disse que o vírus era apenas uma gripezinha e disse que não, que é uma gripe forte e que muitas pessoas estão morrendo por causa disso.

O famoso falou o que deseja fazer assim que tudo isso passar e revelou o desejo de realizar shows, de viajar e também de passar um tempo em sua terra natal, no meio do mato, apenas escutando o cantar dos pássaros e os sons da natureza.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!