No último domingo (9), durante entrevista a Marcos Antonio Villa, historiador que possui um canal no YouTube, Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Covid do Senado, comentou sobre a gestão do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

Ao comentar o adiamento do depoimento de Pazuello à CPI, Aziz disse: "Fui deixar muito claro para que não queiram envolver uma instituição como o Exército brasileiro nessa promiscuidade que foi a gestão dele [Eduardo Pazuello] na Saúde".

Aziz critica posicionamento de Bolsonaro sobre a China

Durante a entrevista que foi exibida pelo YouTube, Aziz criticou o comportamento do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), diante da China.

O senador disse que o Governo não é eterno, pois tem apenas mandato de 4 anos, que pode ou não ser renovado por mais 4 anos. Entretanto, destacou que o relacionamento do Brasil com a China é algo histórico e que o chefe do Executivo não deve “cutucar a onça com vara curta”. Ele disse que o presidente precisa trazer equilíbrio para a nação neste momento delicado na saúde para que os brasileiros possam superar a crise causada pelo vírus.

Aziz fala sobre remarcação de depoimento de Pazuello na CPI da Covid

Ao ser questionado sobre sua opinião acerca da remarcação do depoimento de Pazuello na CPI da Covid, Aziz disse que não iria duvidar da “palavra” do general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, comandante do Exército, responsável por informar ao presidente da Comissão que Pazuello não poderia estar presente para prestar o discurso devido a estar de quarentena.

Isto porque, o ex-ministro da Saúde alegou que teve contato com pessoas infectadas pelo coronavírus e por conta disso não poderia estar presente na data prevista pela comissão.

Aziz disse que a palavra de Paulo Sérgio tem “fé pública” e que não iria discutir acerca disso e nem exigir provas, pois acredita na palavra dele. O senador afirmou que quem deveria estar preocupado em contrair o coronavírus é o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni, e todos aqueles que foram visitar Pazuello em sua residência.

Presidente da CPI da Covid fala sobre objetivo da comissão

Aziz disse que não concorda com aqueles que acham que o objetivo da CPI da Covid seja investigar o presidente Bolsonaro. Isto porque, segundo o senador, o foco da comissão não é investigar o mandatário, nem propor impeachment contra ele, pois a CPI não tem poder para investigar o chefe do estado.

Aziz disse que a guerra de todos é contra o coronavírus e que será analisado se as ações do Ministério da Saúde apontam omissão ou erro diante do combate ao vírus no país.