Uma investigação foi aberta para apurar uma chacina que ocorreu no início da madrugada desta segunda-feira (8). Quatro pessoas foram executadas a tiros no bairro Chácara do Tordilho, na cidade de Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre.

O crime ocorreu em duas casas na rua do Guaíba. De acordo com policiais da Delegacia de Homicídios de Alvorada, as pessoas que foram mortas seriam da mesma família.

Segundo moradores do local, por volta da meia-noite um grande tiroteio teria ocorrido na rua.

Publicidade
Publicidade

Com isso a Polícia Militar foi acionada pelo telefone de emergência 190. Quando os agentes chegaram na região para verificarem a ocorrência, as vítimas já estavam mortas a tiros no local.

Assim que os policiais chegaram ao local do crime encontraram primeiro corpo caído na rua, duas pessoas foram mortas no interior de uma das residências e outra em um pátio. As vítimas foram identificadas pela polícia como sendo Paulo Sérgio da Silva Ferreira, de 38 anos, Sabrina Alves Faller, 24, Samara de Loudes Alves Tormes, 41, e Leandro Tormes, 35.

Publicidade

Ainda de acordo com os agentes militares, um bando fortemente armado teria invadido a primeira residência e matado Paulo Sérgio. Após isso, obrigaram Sabrina a levá-los até onde estavam Samara e Leandro. Depois de encontrá-los, os criminosos mataram os dois e em seguida Sabrina foi morta.

Crianças estariam no local, mas foram poupadas

Em uma das residências, estavam duas crianças que presenciaram os crimes, mas não foram atacadas pelos atiradores, que após matarem suas vítimas, fugiram rapidamente do local.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Conforme os agentes civis, das quatro pessoas mortas pelo bando apenas Sabrina não possuía registro criminal. Paulo Sérgio já possuía passagens por ameaça, estupro, descumprimento de medidas protetivas, roubos, furtos e outros crimes. Leandro era fichado por roubos e furtos e Samara por lesão corporal.

Com a chegada da polícia, as residências foram isoladas para que o trabalho da perícia fosse realizado.

De acordo com o delegado responsável pela investigação do caso, Edimar Machado, a motivação do ataque pode ter relação com o tráfico de drogas na região, apesar de nenhum dos envolvidos possuírem passagens criminais por este tipo de crime, pois a área é conflagrada pelo tráfico.

Mas outras hipóteses também estão sendo investigadas. Os agentes também verificaram as câmeras de segurança da região para tentar identificar os atiradores.

Com o caso desta segunda-feira, esta é o sexta chacina ocorrida no estado neste ano de 2019, e ao todo vinte pessoas morreram nesses ataques.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo