Em diferentes esferas da sociedade (e em meio a vários processos de interação), grupos e indivíduos têm colocações sociais ligadas a diversos graus de prestígio, poder, direitos e deveres. Dentro da sociologia, essa condição denomina-se status.

Cada membro em uma sociedade ou grupo social obtém uma ou mais posições de status. Por exemplo, em uma empresa, patrões, diretores e empregados ocupam postos distintos em uma hierarquia.

Logo, possuem status diversos.

A cada posição são relacionados muitos níveis de prestígio, responsabilidade, privilégios etc. Assim que alguém modifica a sua posição nesta hierarquia, seus status igualmente se modifica, segundo a nova situação ocupacional. Essa luta de classes foi formulada por Karl Marx.

Marx nasceu na Alemanha em 1818. Ele teve um papel ativo e fundamental em construir a análise social contemporânea.

Muitos o consideram um dos autores clássicos da sociologia de maior destaque pelo mundo.

As teorias de Marx a respeito da sociedade contemporânea permitem a elaboração de uma reflexão crítica e profunda sobre as relações de produção, suas consequências na organização social, Política e cultural das sociedades capitalistas.

De acordo com Marx, quem impulsiona a história é a luta de classes, que iniciou-se na criação da propriedade privada dos meios de produção.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Política

Essa corrente de pensamento surgiu no século XIX, porém apenas no século XX é que se tornou uma disciplina acadêmica. Desenvolvido por Marx, surgiu o materialismo histórico e dialético. Esse método, combina interpretar o materialismo em sua história com a análise dialética da sociedade. Segundo Marx, na produção da vida material - isto é, dos bens necessários a sobrevivência - há o estabelecimentos de relações de produção onde grupos específicos exercem poder sobre os demais.

Nesse conflito entre diferentes interesses surgem as modificações históricas, que criam novas maneira de produzir os bens materiais. Um outro nível da sociedade, o ideológico, constitui-se de um sistema de convicções. Neste sistema é que se é dada coesão aos membros do grupo social.

Esse nível também seria um reflexo da dominação do capital, visto que as ideias da classe dominante se tornam materiais.

A classe dominada toma quase automaticamente consciência dessa dominação. Fatos como esses levaram ao surgimento de um sistema novo de relações econômicas e sociais.

Assim, procure olhar de forma crítica para a sociedade em que vive (e seja um cidadão ativo) como Karl Marx.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo