Dirigido por Dexter Fletcher ("Hotel Babilônia") e com produção do próprio Elton John, "Rocketman" conta a tortuosa trajetória do cantor britânico para se tornar um grande astro e as consequências que vieram com o sucesso.

Nascido Reginald Kenneth Dwight, Elton teve uma conturbada infância ao lado de seus pais. Com o apoio de sua avó, o britânico despontou cedo para a música ao ser matriculado em uma aula de piano.

O talento do jovem "Reggie" impressionou a professora, que exigia difíceis exercícios musicais.

Tratando-se de uma cinebiografia de um astro da música, é claro que não poderiam faltar as canções mais famosas do astro. Dexter Fletcher transformou a narrativa da vida de Elton John num musical. Coube ao ator Taron Egerton o papel de interpretar um dos maiores cantores e pianistas do mundo. E a escolha não poderia ter sido melhor.

Além de certa semelhança física com o cantor, Taron deu um show à parte ao cantar todas as músicas do veterano, chegando a confundir o público pelo timbre de voz quase igual ao de Elton. Há diversas cenas em que Taron Egerton demonstra que seu talento vai além da atuação.

Permeado com canções clássicas da carreira de Elton John, a cinebiografia narra a jornada do cantor rumo à música, mostrando o início da carreira quando tocava em bares, até conhecer Bernie Taupin, principal colaborador de Elton em composições.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Cinema Opinião

Os dois tornaram-se grandes amigos e trabalham juntos até hoje.

A vida amorosa do cantor também é destaque ao mostrar o tumultuado relacionamento com John Reid, seu empresário na época. O casamento com Renate Blauel, que durou quatro anos, também não ficou de fora.

Cinebiografia sem restrições

Ao contrário do que muitos pensam, a vida de um astro mundial não é apenas glamour e festas. Apesar de conviver com várias pessoas, Elton sentia-se sozinho e o sucesso não era o bastante para abafar a solidão.

Com o peso da fama, o cantor se afundou nas bebidas e nas drogas.

Foi difícil para o próprio Elton John assistir as cenas e revisitar seu passado sombrio, mas o cantor fez questão de não esconder do público seus piores momentos. Em artigo escrito para o jornal britânico The Guardian, Elton declarou que a produção quis suavizar as fortes cenas.

"Eu não queria um filme recheado de drogas, mas, igualmente, todos sabem que tive bastante delas durante os anos 1970 e 1980.

Então não fazia muito sentido produzir um longa que mostrasse que, depois de cada show, eu voltava para o meu quarto de hotel com apenas um copo de leite quente e uma Bíblia dada por um Gideão como companhia", disse ele.

Assinada por George Richmond, a direção de fotografia é outro show à parte. Mas não podemos deixar de mencionar os figurinos caprichados usados por Taron. Durante o longa, o figurinista Julian Day exibiu alguns dos vestuários extravagante que Elton usava nos shows.

A comparação dos looks usados no filme com os da vida real é mostrada nos créditos da cinebiografia, surpreendendo a todos pelo trabalho bem feito.

São duas horas de produção das quais não se vê o tempo passar. A narrativa de Dexter é fluida, a história de Elton é instigante, e tudo isso ainda se mistura com apresentações de músicas icônicas, como “Your Song”, “Crocodile Rock”, “Don't Go Breaking My Heart”, “Rocketman", entre outras.

"Rocketman" estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (30). Confira o trailer:

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo