A atual campeã das escolas de samba do Rio, Mangueira, fez seu desfile neste domingo (23) e gerou muita polêmica, pois mostrou Jesus Cristo como Mulher, índio e um negro com o corpo perfurado de bala.

Destaques no desfile da Mangueira

Campeã do Carnaval do Rio de Janeiro de 2019, a Estação Primeira de Mangueira fez seu desfile no domingo (23). Foi uma maravilha, sempre com seu desfile luxuoso e belíssimo Escola esbanjou a sua beleza, mas, chamou a atenção também porque mostrou Jesus Cristo em diversas formas.

A escola que sempre aborda temas relacionados à política, desta vez resolveu mudar e mostrar Jesus sobre outro olhar.

E de início colocou Evelyn Bastos interpretando Jesus na forma negra e feminina. Evelyn não sambou, ao contrário do que se pensava ela usou um manto brilhoso tampando todo o corpo e uma coroa de espinhos. Ela interpretou como foi o sofrimento de Jesus antes da sua crucificação. Evelyn disse que teve toda uma preparação para fazer essa interpretação.

Enredo da Mangueira em 2020

O enredo da escola de samba Mangueira destacou hipocrisia religiosa e a violência sofrida pela minoria.

E para reforçar o recado, colocaram Jesus Cristo sendo interpretados como mulher, índio e um negro com o corpo perfurado por balas. Em outra ala foi mostrado o abuso do poder policial.

Comissão de frente da Mangueira

O público se empolgou com a comissão de frente, onde Jesus Cristo se apresentava como pobre e com apóstolos negros.

Jesus se apresentava vestido de roupa jeans e ladeados de amigos, todos dançando e tirando selfies. Logo em seguida, entra a polícia e coloca todos na parede, menos o homem branco que interpretava Jesus Cristo. Mesmo assim, ele foi preso como forma de mostrar a passagem bíblica onde ele foi preso pelos soldados romanos.

Grupo LGBT também teve sua vez no desfile

A comunidade LGBT também foi destacada na escola de samba Estação primeira de Mangueira foi mostrado a violência sofrida pelo grupo. Bandeiras com arco-íris onde se apresentava a frase "Vai tacar pedra?", e também havia pessoas desfilando penduradas em cruzes onde liam a frase "Só ame".

O desfile da Mangueira foi rodeado de mensagens políticas e provocações. A escola de samba um dos destaques da noite e também foi um desfile muito comentado no Twitter.

Alcione interpretou Maria

Como em todos os desfiles da escola de samba Mangueira, a cantora Alcione foi um dos destaques da escola, interpretando Maria, mãe de Jesus, e trajando um vestido rosa e túnica verde. Outro famoso que também estava presente no desfile da campeã do Carnaval de 2019 do Rio de Janeiro foi Humberto Carrão, que interpretou Jesus Cristo.

Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Siga a página Música
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!