Duas das maiores vilãs da televisão que estão ao ar nesse momento pela Rede Globo são interpretadas pela atriz Adriana Esteves. Isso porque atualmente a emissora está reprisando “Avenida Brasil” durante a tarde, onde a atriz vive Carminha.

À noite, no horário nobre, Adriana está encarregada de dar vida a Thelma em “Amor de Mãe”, de Manuela Dias. As duas personagens cometem suas maldades de formas diferentes e com motivações próprias em sua vida, mas elas se assemelham muito quando deixam o público chocado com o que são capazes de cometer para atingirem seus objetivos, pela audácia e falta de noção que ambas têm em comum quando se trata disso.

Thelma mostra 'lado Carminha'

Nesta semana, no capítulo 100 que vai ao ar da novela de Manuela Dias, Thelma vai demonstrar um lado completamente diferente do que o público já viu. Se até o momento ela tem se mostrado como uma mãe controladora e muitas vezes chata, ela vai partir para um outro lado de sua vilania.

Ao ter certeza de que seu filho Danilo (Chay Suede) é na realidade Domênico, filho de Lurdes (Regina Casé), que foi levado por uma traficante de crianças, a mesma fará de tudo para proteger o segredo.

Para manter seu segredo, Thelma será capaz até mesmo de matar.

Thelma comprou o filho de Kátia (Vera Holtz), uma traficante de crianças, e vem mantendo esse segredo ao longo de sua vida. Em breve, porém, ela vai sentir que a história de vida de Danilo pode vir à tona, e acabar com todo o seu segredo de anos.

Para impedir que o filho descubra o seu crime, e assim saiba a respeito de sua origem, Thelma fará de tudo para que o segredo fique muito bem guardado.

No capítulo de quinta-feira (19), Thelma irá apelar para a queima de arquivo para se livrar das provas que a ligam à situação. Para isso, ela vai atropelar a matar uma testemunha de sua maldade, para impedir que a verdade chegue a Lurdes.

No entanto, a principal diferença entre Thelma e Carminha é o fato de que a comerciante age de tal forma por acreditar que ama demais o seu filho e que nunca poderia viver sem ser mãe.

A segunda, de “Avenida Brasil”, desprezava os filhos e estava mesmo interessada em levar uma vida boa.

Logo no início da trama ela foi capaz de roubar o marido e abandonar a filha do mesmo em um lixão, no mesmo lugar que ela antes havia deixado o seu filho Jorginho. Na segunda fase, ao se tornar rica, ela fazia questão de maltratar sua filha mais nova a todo momento, e nunca manteve uma boa relação com Jorginho após resgatá-lo novamente do lixão.

Apesar das duas personagens de Adriana Esteves terem cometido várias atrocidades, inclusive relacionada aos filhos, o público tem apontado semelhanças e diferenças entre as duas, que, por mais que cometam loucuras, têm motivações bem diferentes para cometê-las nas tramas da qual fazem parte.

Não perca a nossa página no Facebook!