Na manhã dessa segunda-feira (16), o colunista Maurício Stycer manifestou a sua opinião sobre o "Big Brother Brasil 20", em especial sobre os rumos que o confinamento após a formação de paredão do último domingo (15). Durante a sua coluna, Stycer afirmou que a casa de vidro, sem dúvidas, foi o maior erro da produção nessa edição.

Para o colunista, isso se deve ao fato de que Daniel Lenhardt e Ivy Moraes acabaram entrando no confinamento com mais informações do que deveriam. De acordo com Maurício Stycer, essas informações acabaram por interferir no curso natural que o "BBB20" tomaria.

Ainda dando a sua opinião a respeito disso, Stycer afirmou que a informação mais importante dada por Daniel e Ivy a respeito do confinamento está ligada à popularidade que Marcela Mc Gowan possuía na segunda semana de jogo. Ao entrarem na casa, os dois afirmaram para os demais que a médica era vista como sensata por seu posicionamento na briga contra Hadson Nery.

Ao explicar porque isso foi prejudicial ao ""BBB20", Maurício Stycer destacou que saber desses fatos fez com que Marcela se tornasse mais confiante e também acabou fazendo com que os outros confinados no programa passassem a nutrir sentimentos, como admiração, respeito e medo de Marcela.

Devido aos fatos expostos, Daniel acabou “grudando” na médica desde os seus primeiros momentos na “casa mais vigiada do Brasil” e, eventualmente, os dois acabaram se tornando um casal. Assim, isso fez com que o ator acabasse herdando parte da simpatia que os demais participantes dirigiam a Marcela.

Para além dos pontos destacados, Stycer ainda apontou que essas informações privilegiadas ainda fez com que o machismo dos homens da competição se tornasse algo muito claro para o público e causou, em sequência, a eliminação de Lucas Chumbo, Petrix Barbosa, Hadson Nery, Lucas Gallina e Guilherme Napolitano.

Stycer explica 'erro' de Felipe Prior

Entretanto, muita coisa mudou desde a casa de vidro e os confinados do "BBB20" não sabem que a percepção dos telespectadores sobre a posição de Marcela acabou mudando drasticamente. Além disso, outra informação que eles não têm está ligada à forte rejeição de Daniel. De acordo com uma enquete promovida pelo UOL, o ator é visto como a pessoa que menos merece vencer o "BBB20".

Assim, isso tudo abriu espaço para que Felipe Prior acabasse ganhando uma grande torcida e para que os telespectadores esperassem que ele, na posição de líder da oitava semana do confinamento, indicasse Daniel ao paredão, visto que essa era a chance do gaúcho deixar o "BBB20", quebrando recordes de rejeição. Entretanto, a indicação não veio e o líder optou por depositar o seu voto em Pyong Lee.

Para Stycer, o “erro de Prior” está ligado ao fato de que ele não tem informações sobre a percepção do público. A desconexão com a realidade faz com que as poucas informações cheguem por meio das falas de Tiago Leifert e, de resto, os participantes precisem confiar em seus instintos.

Não perca a nossa página no Facebook!