A postura agressiva do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), contra um jornalista no último final de semana, não pegou ninguém de surpresa. Já acostumado a ataques contra a imprensa, o que aconteceu recentemente foi mais uma amostra de que Bolsonaro considera parte da imprensa e jornalistas como seus inimigos. No entanto, até quem defendia o presidente já está "pulando fora do barco". É o caso de José Luiz Datena, apresentador do programa "Brasil Urgente", da Band, que inúmeras vezes relativizou o comportamento de Bolsonaro, mas que agora ficou extremamente irritado com a ofensa do presidente a jornalistas.

Desta vez, o apresentador utilizou seu programa para repreender a atitude do presidente. Após a exibição de uma reportagem explicando o fato ocorrido no último final de semana, onde o presidente ameaçou jornalistas, Datena disparou contra Bolsonaro: "Bundão é o senhor", disse o apresentador. Datena ainda disse que o presidente da República não pode ofender qualquer cidadão da forma como ele ofendeu, independentemente de ser jornalista ou não.

Ainda segundo Datena, a atitude de Bolsonaro o dá abertura para também o chamar de bundão. Porém, mesmo em um momento de crítica, Datena ainda sim consegue "passar um pano" e relativizar as atitudes de Bolsonaro. Em certo momento de sua fala, o jornalista disse que estava chamando "o Jair" de "bundão", e não o presidente da República, porque este ele respeita.

Datena terminou sua fala dizendo que Bolsonaro não pode ofender toda a classe dele (de jornalistas) desta maneira.

Em outro momento de seu programa, o apresentador da Band relembrou toda a perseguição contra os jornalistas e a classe artística durante a ditadura militar, e chegou a minimizar o trabalho de Bolsonaro durante seu tempo no Exército, dizendo que o presidente "pulava de paraquedas".

Toda a polêmica

Toda a polêmica envolvendo o presidente Jair Bolsonaro começou no último domingo (23). Ele foi questionado por um repórter do jornal O Globo sobre os R$ 89 mil em cheques que foram depositados na conta da primeira dama Michelle Bolsonaro por Fabrício Queiroz. Depois, outro repórter perguntou sobre as movimentações suspeitas nas contas de seu filho, Flávio Bolsonaro.

Irritado com as perguntas e sem conseguir dar nenhuma resposta plausível, Bolsonaro ameaçou o jornalista: "Eu vou encher a boca desse cara na porrada", e em seguida, "Minha vontade é de encher sua boca de porrada, tá?".

A situação ocorreu nas proximidades do Palácio da Alvorada, onde mais uma vez o presidente Jair Bolsonaro desrespeitou os protocolos de segurança, se reuniu com apoiadores e causou aglomerações.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Corrupção
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!