Se você é usuário do Facebook, pode começar a se preparar para as novidades, que não devem ser nada boas, principalmente para aqueles que não estão em condição de gastar. É que em breve a rede social vai começar a cobrar daqueles que quiserem ter acesso às notícias, começando pelos Estados Unidos e Europa, se espalhando depois pelos demais países.

A intenção de Mark Zuckerberg, criador do Facebook, é que a empresa comece a cobrar dos usuários ainda este ano e para isto será lançado um novo formato, para que informações de qualidade possam ser disponibilizadas na rede social.

Em seu perfil, Zuckerberg postou uma mensagem dizendo que à medida que os internautas passam a ter acesso a um maior número de informações, cresce a responsabilidade dele em oferecer meios para que a comunidade possa se manter informada.

O projeto que visa começar a cobrar dos usuários que quiserem ter acesso às notícias se chama Facebook Jornalismo e é uma parceria com os principais portais de notícia.

A forma de cobrança e acesso será quase idêntica ao que já existe em outros sites, o paywall, onde o usuário paga uma mensalidade e, assim, pode ter acesso às notícias, mas tem um limite de acessos e quanto a isto, ainda não foi informado como o Facebook pretende fazer, nem quantas informações cada internauta poderá acessar.

Ainda de acordo com Zuckerberg, o dinheiro arrecadado não vai para o Facebook e que o valor arrecadado com as assinaturas será repassado àqueles que estão fornecendo as notícias.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Política

Essa novidade da rede social estará disponível para os veículos de comunicação que optarem por usar o Instante Articles, que é uma plataforma da empresa, onde os artigos são exibidos de uma forma mais simples. Quando foi lançada, esta ferramenta recebeu muitas críticas, uma vez que o leitor tem acesso à informação dentro da rede social, sem precisar ir para o site da empresa que forneceu a notícia. Portais na Europa e Estados Unidos já estão fechando as primeiras parcerias com o Facebook.

O Facebook será pago também no Brasil?

Para responder a esta pergunta, é preciso entender dois pontos: o primeiro deles é que o pagamento será cobrado apenas para quem desejar ter acesso às notícias, sendo que o uso da rede social de forma simplificada, continuará sendo gratuito. Por exemplo, o usuário poderá acessar seu perfil, postar suas fotos, comentar nas postagens de outras pessoas e assim por diante.

O outro ponto a ser analisado é que nem o Facebook sabe se vai ter sucesso com este projeto. Por isso, resolveu começar apenas nos Estados Unidos e Europa, onde as pessoas dos países desenvolvidos não se importam tanto em pagar pelo acesso às notícias. Em países como o Brasil, os demais da América do Sul e tantos outros que atravessam crises, pode ser que esta novidade do Facebook seja implantada, mas vai depender muito dos resultados obtidos com esta primeira etapa da implantação do sistema.

A empresa também deverá fazer uma pesquisa para saber se em outros países os internautas estariam dispostos a pagarem por informações. Você pagaria?

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo