A partir desta terça-feira (7), o WhatsApp estará um pouco diferente. O aplicativo vai limitar o encaminhamento de mensagens a um contato por vez. A mudança vale para os textos compartilhados com frequência. As versões para Android e iPhone (iOS), além do WhatsApp Web, passam a conter a alteração.

O objetivo é reduzir a disseminação de fake news. Desde o início da pandemia mundial do novo coronavírus houve significativo aumento do repasse de informações duvidosas relacionadas à Covid-19. Para piorar, o período de quarentena ainda elevou o número de tentativas de golpes pelo aplicativo.

Selo para destacar mensagens encaminhadas com frequência no WhatsApp

As mensagens compartilhadas com frequência, que são as que receberão as restrições de apenas um encaminhamento por vez, terão um sinal diferenciado-as das demais: será uma dupla seta ao lado do aviso "encaminhada". Textos com ao menos cinco repasses receberão essa novidade. Já os outros seguem com o limite de encaminhamentos para cinco contatos.

Haverá ainda a possibilidade de realizar uma pesquisa diretamente no Google após receber uma dessas mensagens reproduzidas várias vezes. Uma lupa aparecerá no aplicativo, encurtando o processo de inspeção do conteúdo da mensagem pelo usuário.

WhatsApp e demais apps mais baixados em 2020

Recentemente, a App Annie, uma consultoria especializada em mercado mobile, divulgou um levantamento com os aplicativos mais baixados no ano. O TikTok, que tem como finalidade as dublagens, ficou na primeira posição. WhatsApp e Facebook apareceram em seguida na lista que também leva em consideração a rentabilidade dos apps e a quantidade de usuários em cada um deles.

Ainda de acordo com a pesquisa, os isolamentos causados em razão da pandemia do novo coronavírus elevou o tempo que as pessoas passam utilizando os aplicativos, assim como as compras em lojas virtuais, como a App Store e o Google Play Store. Brasil e Índia são os países que apresentam números mais elevados no aumento de downloads totais (5%) na loja de apps do Android.

Outros aplicativos que tiveram destaque, além do WhatsApp

Houve alta também no uso dos apps de videoconferência. Neste quesito, ganharam destaque: ZOOM Cloud Meetings, Microsoft Teams, Hangouts Meet e Houseparty.

Os estudos consideraram aplicativos baixados e usados até 28 de março. Completaram a lista dos cinco primeiros colocados no ranking dos que tiveram mais downloads, depois de Tik Tok, WhatsApp e Facebook: o Instagram e o Facebook Messenger. Entre o sexto lugar e o décimo posto estão, respectivamente: Likee, Snapchat, SHAREit, Netflix e Spotify.

Facebook, WhatsApp e Facebook Messenger também ocupam as primeiras colocações entre os que receberam o maior número de acessos por mês. Logo atrás ficaram WeChat, Instagram e Tik Tok.

Já na questão do consumo, encabeçaram a lista: Tinder, YouTube e Netflix.

Siga a página WhatsApp
Seguir
Siga a página Tecnologia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!