Carlos Roberto Massa, conhecido por todos como Ratinho, terá que pagar uma multa salgado, pois ele foi condenado pelo TST - Tribunal Superior do Trabalho - por manter em uma de suas fazendas diversos trabalhadores rurais em uma situação bem próxima a de escravidão. A multa determinada para o apresentador é de R$ 200 mil, sendo ele acusado de danos morais coletivos.

De acordo com a Justiça, Ratinho não fornecia os equipamentos de proteção para os trabalhadores exercerem as funções e o local onde eles faziam as refeições era completamente inadequado.

Estes trabalhadores vinham sendo mantidos nesta situação precária na Fazenda Esplanada, que fica em Limeira do Oeste. A fazenda do apresentador produz grande quantidade de cana, que é fornecida a uma grande empresa da região.

Desde a última segunda-feira (11) que o apresentador vem enfrentando um sério problema de voz, inclusive o SBT está tendo que passar algumas reprises para que ele tenha tempo de se recuperar, por isso, o apresentador evitou dar entrevistas para explicar o ocorrido.

Pelo menos essa foi a justificativa dada pela sua assessoria de comunicação.

Só que o apresentador já acionou seus advogados, que recorreram da decisão, mas o Tribunal Superior do Trabalho alega que os trabalhadores rurais estavam se alimentando na lavoura e até nos banheiros. Outra acusação feita pelo TST é que Carlos Massa teria aliciado pessoas da Bahia e até do Maranhão para irem trabalhar em suas fazendas, mas sem lhes garantir os benefícios que são de direito de todo trabalhador brasileiro na hora de ser contratado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Televisão

A Justiça do Trabalho de Minas Gerais já tinha condenado o apresentador a pagar uma multa no valor de R$ 1 milhão, sendo que, dessa vez, a fazenda vistoriada foi na cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineira. Ratinho recorreu da decisão e conseguiu ganhar a causa, não sendo preciso pagar a multa, mas o Ministério Público já recorreu ao TST apontando uma série de crimes praticados pelo apresentador contra os trabalhadores rurais.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo