Para quem não sabe, a emissora HBO pertence ao conglomerado de mídia do Grupo Warner, que também detém o famoso estúdio Warner Bros. Kevin Tsujihara, presidente do Grupo Warner está extremamente animado com o bom desempenho de Westworld, neste fim de ano. O site Observatório do Cinema divulgou as declarações do presidente durante uma reunião de executivos.

“Eu estou honestamente muito empolgado com as possibilidades que teremos com Westworld. Se você somar os números da audiência, juntando todas as plataformas - incluindo HBO GO - o número de telespectadores é muito superior ao primeiro ao de 'Game of Thrones', fazendo a primeira temporada de Westworld um sucesso", disse Tsujihara.

"Porém, quero deixar bem claro que não estou afirmando que Westworld se tornou a nova Game of Thrones, ou que se tornará. Estou apenas oferecendo uma parte do contexto da grandiosidade que a série alcançou em seu primeiro ano", acrescentou em conferência com investidores.

A trama que envolve ficção científica, drama e faroeste, terá seu último episódio, da temporada, "The Bicameral Mind", exibido no próximo domingo, 04 de dezembro, e sua duração será semelhante a de um longa-metragem: 90 minutos. Cerca de 33 minutos a mais que o tradicional.

A série ainda possui diversas perguntas a serem respondidas, como: O que há de tão importante na nova narrativa de Ford (Anthony Hopkins)? A história é contada em duas linhas de tempo diferentes? O Homem de Preto (Ed Harris) e William (Jimmi Simpson) são a mesma pessoa?

Bernard/Arnold (Jeffrey Wright) ficará realmente morto ou alguém o colocará novamente 'online'? Afinal, Maeve Millay (Thandie Newton) conseguirá escapar de Wesworld? E Dolores matou Arnold? Por quê? Quais serão as consequências de reativar o anfitrião Abernathy para armazenamento de dados?

Existem inúmeras questões no ar. Mas Jonathan Nolan e Lisa Joy, os showrunners, roteiristas e produtores do seriado, já afirmaram que a primeira temporada não terminará com pontas soltas.

Ou seja, tudo será esclarecido.

Vale lembrar que Westworld, Game of Thrones e 'Stranger Things' - da Netflix - irão competir na categoria de Melhor Série Dramática de 2016 no Critics' Choice Awards.

Siga a página Game Of Thrones
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!