O jornalista Boris Casoy é um dos mais experientes da TV brasileira. Atualmente ele está na RedeTV!, mas já apresentou os principais telejornais de SBT, RecordTV e Band. Com mais de 50 anos de profissão, o jornalista não gostou de ver seu trabalho questionado pela Globo.

No domingo (22), Boris Casoy entrevistou o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). O filho do presidente Jair Bolsonaro vem sofrendo acusações e está no centro de uma polêmica envolvendo relatórios do Conselho de Controle de Atividades Financeira (Coaf).

Publicidade

Flávio concedeu entrevista a Boris e falou sobre a movimentação de R$ 100 mil em sua conta corrente. O valor, considerado atípico, foi apontado em relatório do órgão e desde então Flávio Bolsonaro vem sofrendo ataques por parte de opositores, que querem uma explicação.

Na entrevista a Boris, Flávio deu a explicação e respondeu a cada uma das perguntas feitas pelo jornalista. A Globo questionou as perguntas feitas nessa entrevista e também na que o senador deu à RecordTV, no mesmo dia.

Em seus telejornais, a Globo divulgou um comunicado questionando que nas duas entrevistas feitas com Flávio o senador não foi perguntado do porquê fez 48 depósitos de R$ 2 mil ao invés de depositar o valor total na agência bancária onde tem conta.

Boris rebateu a crítica. Ele afirmou que a RedeTV! fez um trabalho isento e profissional e garantiu ter feito todas as perguntas que o momento requeria. Segundo ele, algumas até de forma incisiva.

O jornalista continuou afirmando que o bom jornalismo faz perguntas isentas e imparciais e criticou a Globo dizendo que a emissora faz um jornalismo inquisitivo.

RecordTV não responde Globo

O jornalista Mauricio Stycer, crítico de TV do UOL, conversou com Lúcio Sturm, jornalista da RecordTV que entrevistou Flávio Bolsonaro.

Publicidade

Lúcio lamentou não ter feito apenas uma pergunta durante a entrevista, sobre a filha do assessor Fabrício Queiroz, Nathalia.

A família Bolsonaro está no meio de uma "guerra" com a Globo e têm optado por SBT, Record e até mesmo a RedeTV! para falar ao grande público que assiste TV aberta.

A relação entre os Bolsonaro e a maior emissora do país não é boa desde o período eleitoral. Jair não foi a nenhum dos dois debates organizados pela Globo. No primeiro debate, ele ficou ausente por questões médicas, mas concedeu entrevista à RecordTV no mesmo horário.

No segundo, a Globo cancelou o encontro entre ele e Fernando Haddad (PT) porque Bolsonaro, líder nas pesquisas, negou-se a participar.