Oscar Gonzalez Quevedo Bruzan, conhecido como o padre Quevedo, de 88 anos, faleceu na madrugada desta quarta-feira (09), em Belo Horizonte, de complicações cardíacas. O velório do religioso está restrito a parentes e amigos.

O enterro dele está marcado para esta quinta-feira (10), no cemitério Bosque da Esperança. O padre, em razão de problemas de saúde, morava em uma residência onde ficam jesuítas idosos.

Ele comandava um quadro no Fantástico, da Rede Globo, onde desmascarava falsos milagres e supostos charlatões que queriam se aproveitar de fenômenos da natureza para se promover.

Conforme informações da Globo, a ideia desse quadro surgiu no ano de 1999, quando os diretores decidiram colocar no ar um quadro que fosse misterioso, compatível com o Mister M, onde um mágico desvendava todos os segredos da mágica.

Mister M era um sucesso absoluto e padre Quevedo apareceu para manter esse sucesso do horário da Globo. Na época, o padre afirmou que aceitaria o convite, entretanto, disse que não imitaria nenhum personagem. Ele apenas falaria a verdade diante de seus estudos sobre a parapsicologia e desvendaria o que estaria por trás de fenômenos.

A Globo caprichou na produção do quadro criando ares de mistérios. O jornalista Cid Moreira era quem apresentava o assunto do dia: "esse é um caso para padre Quevedo".

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos

Casos investigados

Padre Quevedo investigou vários casos e, através de seus estudos, mostrava a realidade por trás dos fatos. Um dos casos, por exemplo, envolve gêmeas que diziam sentir as mesmas coisas, mesmo estando distantes uma da outra. Outra vez, Quevedo expôs uma farsa que existia sobre uma suposta casa mal-assombrada. No programa, ele interpretou gravações que diziam ser do além e comentou casos de premonição.

O velório dele acontece na Capela Santo Inácio, que fica dentro do Campus da Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia, em Belo Horizonte.

Notoriedade

Na década de 1970, Padre Quevedo ganhou notoriedade ao desmascarar o ilusionista israelense Uri Geller. O ilusionista afirmava que tinha poderes paranormais, onde entortava colheres e quebrava objetos apenas com o poder da mente.

O padre espanhol desvendou que aquilo era apenas truques de ilusionismo. Pela sua atitude forte de demonstrar firmeza no que falava, Quevedo foi convidado para participar de vários programas de televisão. Em todos que ia, garantia uma boa audiência.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo