De acordo com o colunista Leo Dias, do "Fofocalizando", exibido no SBT, fez-se necessário entender o porque de tanta repercussão em torno da separação dos atores José Loretto e Débora Náscimento, portanto, ele procurou o psicólogo Luiz Ainbinder e fez com ele uma entrevista, publicada em sua coluna no jornal O Dia.

O jornalista atentou para o fato de que, na última semana, todos queriam saber sobre a separação do casal.

A Internet foi à loucura desde o momento do choque inicial de ver rompida uma relação de seis anos, até a necessidade de se descobrir os motivos de tal rompimento. A busca por um culpado fez com que Marina Ruy Barbosa fosse "crucificada" e julgada como pivô da separação. Após o afirmar que o ator teria traido a esposa com mais de uma pessoa do elenco da novela "O Sétimo Guardião", o ator publicou em suas redes sociais uma carta pedindo perdão à amada.

Outras atrizes tomaram partido contra a atriz Marina Ruy Barbosa, porque entenderam ser ela a culpada da separação e as proporções do caso foram aumentando ainda mais enquanto que a moça tentava dizer que nada tinha a ver com o ocorrido.

A entrevista

Luiz Ainbinder, psicólogo e famoso nas mídias sociais, afirmou que as proporções do caso se devem ao fato de as pessoas envolvidas terem projeção nacional, além deque casos de traição serem sempre motivos para comentários e Fofocas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Fofocas

Quando perguntado o porquê de tamanha repercussão, o psicólogo respondeu que é por conta da maldade intrínseca que o público tem quando se fala de pessoas famosas, de celebridades, que são diferenciadas das pessoas "comuns". Por conta disso, há muito mais julgamentos e muita torcida contra. O que causa tudo isso, segundo ele, é a inveja. "Toda inveja é maldosa. A inveja quer que o outro perca aquilo que tem, ainda que eu não ganhe", disse Ainbinder, que complementiou dizendo que se um famoso perde a fama e o poder, ainda que o expectador não ganhe nada com isso, ele sente prazer.

O psicólogo também afirmou que as mulheres propagam mais a fofoca não por uma questão genética, mas por uma questão social, uma vez que ainda temos muito mais mulheres como dona de casa, sem um trabalho fixo, na comparação com os homens, e elas, portanto, têm mais condições de assistir TV e ver programas de fofocas de Famosos. Isso tudo ainda é consequência do modelo social antigo que estamos lutando para modificar.

Ele complementa dizendo que em torno de Marina Ruy Barbosa há grande inveja, porque ela é bela, rica e famosa e que, colegas que não têm o mesmo prestígio, tentam "puxar o tapete" e reafirma que o grande culpado nisso tudo é o ator José Loretto, independentemente de quem quer que seja a outra parte envolvida.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo