Nesta segunda-feira (13), faleceu o ator norte-americano Isaac Kappy, 42. O ator trabalhou em grandes filmes, como "O Exterminador do Futuro - A Salvação", em 2009, e "Thor", baseado nas histórias em quadrinhos da Marvel e lançado em 2011.

De acordo com informações do site TMZ, a polícia deu a confirmação que o ator pulou da ponte Transwestern Road, situada no estado do Arizona, nos EUA. A informação é de que o corpo de Isaac caiu no quilômetro 40 da estrada interestadual, onde ainda foi atingido por um carro que passava pelo local em alta velocidade.

Outras pessoas não se feriram. Segundo testemunhas que estavam passando no local no momento da tragédia, elas tentaram convencer Isaac a não se jogar, no entanto, as tentativas foram em vão.

No perfil oficial de Isaac no Instagram, as fotos dele foram apagadas e apenas uma carta de despedida escrita por ele permanece. Na carta ele diz que não foi um "bom homem". Há algum tempo ele se envolveu em algumas polêmicas, como ser acusado de tentar asfixiar Paris Jackson, a filha de Michael Jackson, em uma festa entre amigos. Além disso, Isaac tinha acusado o ator Seth Green de pedofilia.

A carta de despedida

Em sua carta, Isaac diz ter feito algumas descobertas a respeito de seu caráter e que isso era uma prova de sua arrogância, além de considerar não ter sido um homem bom, mas sim uma pessoa má ao decorrer de sua vida. Ele escreveu que usou as pessoas e traiu a confiança delas por dinheiro. Ainda revelou que vendeu drogas, sonegou impostos, além de ter abusado do seu próprio corpo com o uso de drogas, álcool e cigarros.

O ator ainda disse que que foi abusivo também com as pessoas que o amavam, incluindo sua família, e que esperou por ajuda sem ter se dedicado e se esforçado em ajudar a si mesmo.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Famosos Televisão

Isaac usou e perdeu seu dinheiro em jogos de azar e apostas. Tempo este que ele mesmo reconhece que poderia ter sido usado para aumentar seus dons, mas que foi gasto com coisas fúteis.

Ainda na carta, o ator diz que esse é o testamento de sua arrogância que não havia sido revelada antes, e que ele se considera um traidor que desperdiçou seus dons e boa vontade. Para aqueles que Isaac inspirou, ele aconselhou que continuassem a seguir na luta e que esse é um trabalho nobre. Antes de terminar, o ator pediu desculpas às muitas pessoas com as quais ele tinha agido de forma abusiva e aos seus ex-amigos a quem ele usou e traiu.

Por fim, Isaac escreveu que todos possam usar os erros dele como exemplo para um crescimento pessoal e que essa é uma lição que chegou tarde para ele. Em suas últimas palavras, ele contou que usaria o resto do seu tempo na Terra para corrigir seus pecados e buscar a luz nos outros e em si mesmo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo