Em uma Era em que as mulheres lutam cada vez mais por respeito e igualdade de direitos, os assédios e demais crimes cometidos contra a Mulher não passam mais despercebidos. Cada vez mais anônimas e famosas denunciam homens que as teriam assediado.

A repórter Bruna Drews é uma delas. A moça acusou o jornalista e apresentador da Band José Luís Datena de tê-la assediado. A moça, que trabalhou com Datena no "Brasil Urgente" e no extinto "Agora é com Datena", programa dominical retirado do ar poucos meses após a estreia, protocolou uma denúncia contra o ex-colega de trabalho no Ministério Público do Estado de São Paulo.

Publicidade
Publicidade

Segundo parte do relato de Bruna, Datena a chamou de gostosa, disse que era um desperdício que ela tivesse um relacionamento amoroso com outra mulher e alegou que havia se masturbado pensando nela várias vezes. O fato levou a moça a um quadro de depressão e pânico, que não melhorou após a denúncia, feita em janeiro de 2019. Após a denúncia se tornar de conhecimento público, ela passou a ser hostilizada nas redes sociais por fãs do jornalista, ativistas políticos que simpatizam com o apresentador e haters.

Bruna Drews entra com processo trabalhista

Bruna foi afastada do trabalho por licença médica logo após começar a viver o drama da depressão que surgiu com o suposto comportamento de Datena. A emissora foi acusada pela moça de ter sido conivente com o comportamento de Datena, uma vez que ela era assediada pelo apresentador e nada nunca teria sido feito para pará-lo.

Como Datena é funcionário da Band, e de acordo com o Direito Trabalhista, a emissora é responsável solidária pelos atos de seus colaboradores, logo, além de um processo individual contra o jornalista, a vítima também pode ganhar a ação trabalhista contra a Band.

Publicidade

Bruna ainda ressalta que só não saiu do emprego quando Datena começou a assediá-la, pois precisava do salário para pagar suas contas e não podia se dar ao luxo de deixar o trabalho.

Vale ressaltar que pela CLT, o assédio em ambiente de trabalho é uma falta gravíssima e a indenização por danos morais é de até 50 vezes o valor do último salário do autor da ação.

A ação judicial envolvendo Datena e a ex-colega de trabalho corre em segredo de Justiça por envolver a acusação de assédio, que é considerado um crime íntimo e que a apuração deve limitar sua publicidade as partes envolvidas e seus advogados.

Novo diagnóstico de Bruna Drews

Nesta semana, Bruna usou uma rede social para revelar que recebeu um novo diagnóstico de sua depressão: estresse pós-traumático grave. A moça ainda deixou uma indireta na publicação dizendo que quem a conhece sabe por qual motivo teve esse diagnóstico. A publicação foi posteriormente deletada.

Em abril a moça mostrou no Instagram o resultado físico da sua depressão: a perda de 13 quilos.

Leia tudo