Nesta segunda-feira (29), a Polícia Civil de São Paulo concluiu o inquérito sobre a acusação de estupro contra Neymar e decidiu não indiciar o jogador. O atacante foi acusado de abuso e agressão pela modelo Najia Trindade, que registrou boletim de ocorrência contra ele no dia 31 de maio.

Segundo a modelo, o suposto estupro teria ocorrido em um hotel em Paris, durante um encontro com o jogador. A delegada Juliana Lopes, da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, de Santo Amaro, encerrou as investigações e não recomendou o indiciamento do jogador. O UOL Esporte entrou em contato com o advogado da modelo, Cosme Araújo, que afirmou que Najila teria ficado decepcionada com a decisão.

Advogado da modelo se manifestou

Segundo o site UOL Esporte, o advogado Cosme Araújo falou sobre a reação da modelo diante do não indiciamento de Neymar. "Ele fez o que fez e pode ficar impune", teria dito Najila Trindade. Cosme ainda afirmou que confiaria no trabalho do Ministério Público. O órgão terá 15 dias para dar o seu parecer acerca da conclusão do inquérito. Em conjunto, o resultado do inquérito da polícia civil e o parecer do MP, ajudarão a juíza da Vara da Região Sul 2 de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, a dar a sentença final sobre o caso.

O advogado da modelo disse ainda que dará uma entrevista coletiva em São Paulo para comentar a decisão da delegada Juliana Lopes.

A delegada responsável pelo caso já havia pedido a prorrogação para a conclusão do inquérito no dia 1º de julho, pedido que foi atendido pela Justiça no último dia 12 de julho. Na próxima terça-feira (30), a delegada dará uma entrevista coletiva para falar sobre a decisão da polícia na sede do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap).

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

O caso

No dia 31 de maio, Najila Trindade registrou ocorrência contra o jogador Neymar na Delegacia de Defesa da Mulher, no bairro de Santo Amaro, em São Paulo, sob as acusações de agressão e abuso. A modelo contou à polícia que havia conhecido o jogador através do Instagram e, após trocas de mensagens, o casal teria decidido se conhecer. O atacante teria arcado com as despesas de passagens aéreas e hospedagem da modelo em Paris.

Najila em relatos alega ter chegado ao hotel no dia 15 de maio, segundo ela, recebeu a visita de Neymar em seu quarto, que estaria aparentemente embriagado forçando-a manter relações íntimas com ele sem o uso de preservativo. Ainda segundo a suposta vítima, o jogador esteve novamente no quarto de Najila no dia posterior. A modelo gravou o segundo encontro com Neymar. Através das imagens gravadas por um celular é possível ver a mulher agredindo o jogador.

O vídeo viralizou na época das investigações. Neymar negou as acusações e afirmou que a relação íntima teria sido consentida.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo