Durante a tarde deste domingo (14), uma mulher invadiu o palco e empurrou o conhecido padre Marcelo Rossi do altar durante uma missa celebrada na cidade de Cachoeira Paulista, localizada no interior de São Paulo. O religioso foi o responsável por celebrar a missa de encerramento do evento chamado Acampamento PHN, sigla de "Por Hoje Não" (por hoje não vou mais pecar), na sede da comunidade católica Canção Nova.

Cerca de 50 mil pessoas estavam presentes na celebração. O evento também era transmitido ao vivo pela internet nos canais oficiais da TV Canção Nova e contava com milhares de espectadores. Na ocasião, o padre Marcelo estava em momento de pregação.

Por volta das 14h50, o religioso foi surpreendido por uma mulher vestida com uma camiseta branca que conseguiu passar pelo bloqueio dos seguranças do local e que, em seguida, invadiu o palco, posicionou-se atrás do sacerdote e o empurrou do altar.

As ações foram flagradas pelas câmeras de transmissão do evento. Naquele momento, padre Marcelo cai das estruturas e é possível observar que a mulher aparece sorrindo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

Logo após, as câmeras se voltam para a plateia, mostrando os fiéis assustados. A mulher foi contida pelos policiais militares que apoiaram o evento.

De acordo com a Polícia Militar, a mulher supostamente sofre de transtornos mentais. Ela estava acompanhada de um grupo do Rio de Janeiro que participava das celebrações do evento. A PM ainda afirmou que ela foi encaminhada para a delegacia da cidade de Lorena, próxima a Cachoeira Paulista e que o caso foi registrado.

A ocorrência foi feita pela comunidade católica Canção Nova uma vez que o padre Marcelo Rossi preferiu não registrar a agressão

Consequências

Embora tenha caído de uma altura razoável, o religioso afirmou que não ficou ferido. Alguns participantes do Acampamento PHN aproveitaram a oportunidade para informar nas redes sociais que o padre havia recebido atendimento médico, passava bem e terminaria de celebrar a missa de encerramento do evento.

Em um vídeo divulgado pela TV Canção Nova e disparado nas redes sociais, momentos após o atentado, o religioso reforçou que estava se sentindo bem e informou que sentia apenas algumas dores no corpo. “Maria passou na frente e pisou na cabeça da serpente”, disse o padre Marcelo.

Essa foi a 21ª edição do Acampamento PHN, uma espécie de retiro espiritual que começou no dia 10 de julho e contou com shows, palestras, missas, luau e outras atividades voltadas para jovens católicos.

A comunidade católica Canção Nova emitiu uma nota afirmando que lamentava o incidente ocorrido durante a missa celebrada por padre Marcelo Rossi e ressaltou que o religioso foi atendido pela equipe médica que apoiava o Acampamento PHN e que depois de ser liberado voltou para o altar a fim de terminar a celebração até o fim.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo