A morte do apresentador Gugu Liberato no mês de novembro causou uma grande tristeza nos fãs, familiares e seguidores do artista. Gugu, que estava com 60 anos, morreu de forma trágica, após cair de um altura de 4 metros em sua casa em Orlando, nos Estados Unidos. Na ocasião, dia 21 de novembro, saiu a notícia de que ele havia sofrido uma queda no dia anterior e que estava em observação por 48 horas em um hospital da cidade. Somente no dia 22 de novembro, por volta das 21h, é que um comunicado informou a morte encefálica do artista.

No dia 27 de dezembro, pouco mais de um mês após o falecimento do apresentador, o estado americano da Flórida liberou o laudo médico informando a causa da morte do artista.

De acordo com esse documento, a morte de Gugu Liberato teria ocorrido oficialmente no dia 21 de novembro de 2019, um dia antes de seu óbito ser comunicado pela assessoria do artista.

O laudo revelou também o que teria causado o óbito do apresentador e mostrou que a queda causou contusões em sua cabeça e no seu pescoço, causando equimose periorbital, hemorragia subaracnóide, fraturas no osso parietal e na têmpora, tudo do lado direito de seu corpo, além de hematomas subdurais bilaterais. O artista também teria sofrido traumas na região torácica, fraturas na primeira vértebra lombar e contusão na coxa esquerda.

De acordo com o documento assinado pelo perito Joshua D. Stephany, verificando as circunstâncias que cercaram a morte de Gugu, examinando o seu corpo, analisando a parte toxicológica e revisando as avaliações realizadas pelos médicos que o atenderam, a causa da morte do apresentador teria sido traumatismo craniano.

O falecimento do artista foi declarado como um acidente e os exames toxicológicos para diversas substâncias deram todos negativos.

Briga na Justiça

A morte de Gugu e a abertura de um testamento que o artista causou uma briga na Justiça entre a família do apresentador e Rose Miriam, mãe de seus três filhos.

Gugu não deixou nada para a companheira de quase 20 anos em seu testamento, que foi feito no ano de 2011, nem mesmo a condição de inventariante dos bens.

Após a leitura do documento nos últimos dias, a mulher entrou na Justiça para que seja reconhecida a sua união estável de quase 20 anos com o apresentador.

Além disso, a mulher solicitou que a Justiça a deixe administrar os bens deixados pelo pai de seus três filhos. Ela alegou que está passando por dificuldades, visto que o artista era o único provedor da família.

A família de Gugu teria dito que advogados da mulher estariam tentando colocar Rose contra os filhos em uma briga judicial, visto que a maior parte dos bens do artista ficou para os três herdeiros. Eles chegaram também a acusar a mulher de ter deixado os filhos sozinhos nos Estados Unidos para vir ao Brasil conversar com um advogado.

Depois que a briga judicial caiu na mídia, no último domingo (29), a assessoria de imprensa de Gugu e de seus familiares lançaram uma nota informando que não se pronunciarão publicamente mais sobre a questão da herança e do testamento deixado por Gugu.

Eles informaram que tomaram essa decisão na intenção de proteger os filhos do artista, que ainda são menores de idade.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!