O cantor Victor Chaves, que fazia dupla sertaneja com Leo, foi condenado em primeira instância a 18 dias de prisão [VIDEO] em regime aberto pela acusação de agressão contra a ex-Mulher, ocorrida em fevereiro de 2017. Na ocasião ele havia sido indiciado pela Policia Civil de Minas Gerais por vias de fato, que é diferente de lesão corporal.

A pena, que pode ser convertida em trabalhos comunitários, foi fixada pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais em 29 de novembro do ano passado e o cantor recorreu da decisão na última quinta-feira (9). O caso agora foi encaminhado ao Ministério Público de Minas Gerais.

No entanto, o réu ganhou o benefício de so surcis, que é a suspensão condicional da pena, pelo prazo de dois anos.

O TJMG também havia condenado o cantor a pagar a quantia de R$ 20 mil à ex-mulher, como indenização dos danos morais causados. Além disso, ele também foi condenado a pagar os custos processuais.

As agressões da qual Victor foi condenado ocorreram no elevador do prédio onde o casal morava, no bairro Luxemburgo, em Belo Horizonte, e foram gravadas pelo circuito interno de segurança do edifício. A ex-mulher disse que foi agredida por motivos fúteis e que foi agredida com um chute após ter sido jogada no chão. Na ocasião, ela estava grávida de quatro meses do segundo filho do casal.

Ainda em 2017, em entrevista dada à TV Globo, o cantor negou que tenha agredido a mulher.

Já neste domingo (12), mesmo dia em que a Record TV exibiu o vídeo que estava anexado ao processo, o advogado do cantor, Felipe Martins, disse que existe uma restrição de divulgação e comentário sobre a sentença e o processo.

Em nota enviada por sua defesa, o sertanejo não quis se pronunciar sobre o assunto se resumindo apenas a dizer que desde o início do processo decidiu manter o silêncio para preservar sua família.

Record TV exibe vídeo

Alegando que o segredo de Justiça havia sido quebrado na semana passada, a Record TV exibiu neste domingo (12), durante o programa “Domingo Espetacular”, o vídeo que foi anexado ao processo e que mostra as supostas agressões do cantor contra a então esposa.

Momentos antes do fato, Poliana, então esposa de Victor, havia discutido com sogra.

Ela entra no elevador e enquanto tenta digitar o código de segurança, a cunhada vai atrás dela. Em seguida, o cantor também entra e tira as duas de lá. Poliana cai no chão e Victor leva uma das pernas na direção dela.

Em depoimento prestado após o ocorrido, Poliana não soube dizer se ela tinha sido chutada ou apenas empurrada e o cantor falou que não se lembrava do momento. Exames não constataram agressão física e por conta disso, o sertanejo foi indiciado apenas por vias de fato.

Procurados, tanto o cantor, quanto a ex-mulher não quiseram comentar a reportagem exibida pela Record TV.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Siga a página Música
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!