Gugu Liberato faleceu precocemente no mês de novembro de 2019 e a herança deixada pelo mesmo gerou uma briga na Justiça. Rose Miriam, mãe dos três filhos do apresentador, entrou na Justiça para ser reconhecida como companheira do mesmo, com quem teria vivido por quase 20 anos uma união estável. A médica resolveu pleitear direito a metade dos bens deixados pelo artista, após o mesmo não deixar nada em testamento para a mesma. A família de Gugu Liberato alega que os dois nunca tiveram nada um com o outro e que eram apenas amigos, que resolveram ter filhos juntos.

Além de ter pedido na Justiça para ser reconhecida como companheira de Gugu, outras situações também estão sendo julgadas pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Entre eles, Rose solicitou que Aparecida Liberato fosse retirada da função de inventariante dos bens do apresentador, mas teve seu pedido negado pela Justiça. Rose e seu advogado Nelson Willians, também pediram para que a pensão dada pela Justiça fosse depositada na cama do advogado, mas o pedido não foi aceito pela Justiça.

Irmão de Rose expulso da casa de Gugu

No último mês de janeiro, foi divulgado na imprensa que a família de Gugu havia pedido a expulsão de Gianfrancesco, irmão de Rose Miriam, da mansão da família em Orlando, nos Estados Unidos. Depois que a notícia vazou, a família de Gugu lançou uma nota explicando que João Augusto, filho de Rose e Gugu, é quem tinha pedido que o tio saísse da casa da família.

Segundo os advogados da família de Gugu, João Augusto não teria gostado do fato do tio ter ido para Orlando e ter ido dormir no quarto que era de Gugu Liberato.

João ainda teria dito que o tio estava tomando conta da casa e por isso teria pedido na Justiça do Brasil e dos Estados Unidos para que o tio abandonasse a mansão. Nesta teça-feira (4), a Justiça deu causa ganha para a família do artista e ordenou que o homem seja retirado da residência da família.

Gianfrancesco deixará casa de Gugu em Orlando

Depois de decisão dada pela juíza Eliane da Câmara Leite Ferreira, favorecendo a inventariante dos bens de Gugu Liberato, sua irmã Aparecida Liberato, os advogados de Rose Miriam informaram que Gianfrancesco Di Matteo deixará a casa de maneira espontânea.

Segundo Nelson Willians, ele mesmo orientou o irmão de Rose Miriam a procurar um apartamento para ficar e assim sair da casa da irmã e de seus filhos. O advogado disse que deseja evitar discussões desnecessárias e que fogem ao objetivo principal que é o reconhecimento da união estável entre Rose e Gugu. Ele informou que o irmão de Rose deve permanecer em Orlando para continuar dando apoio à médica, assim como era o seu desejo quando pediu que o irmão fosse passar um tempo em sua casa em Orlando.

Pedido de pensão negado a Rose

A Justiça havia fornecido a Rose Miriam, no final do mês de janeiro, uma pensão de 100 mil reais mensais à viúva e mãe dos filhos de Gugu Liberato.

O valor teria sido baseado ao valor deixado pelo artista de forma vitalícia a Maria do Céu, mãe do apresentador. Mas a decisão dada pela Justiça em primeira instância em janeiro, foi revertida nesta quarta-feira, 5 de fevereiro, por outro desembargador.

O magistrado cassou a pensão que havia sido dada a Rose Miriam, alegando que de acordo com a sua visão e de acordo com um documento assinado em 2011, Rose e Gugu não teriam relacionamento de homem e mulher, a médica não tendo portanto direito a pensão. O juiz cassou a pensão dada a Rose Miriam de 100 mil reais e instituiu um novo valor de aproximadamente 42 mil reais mensais, que seriam destinados a cobrir os gastos dos três filhos do apresentador, além de ser para cobrir os gastos com a residência da família em Orlando.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!