A briga pela herança de Gugu Liberato continua. Desde que o comunicador morreu, em novembro do ano passado, quando sofreu um acidente doméstico, sua fortuna tem sido disputada na Justiça pela sua então companheira, a médica Rose Miriam Di Matteo, com quem o apresentador teve três filhos, e pela família do artista.

Rose alega que teve união estável com Gugu durante quase 20 anos e que sempre viveram como um casal. Diante da batalha judicial, muitos comentários surgiram a respeito do assunto, inclusive que a médica estaria passando por problemas financeiros.

Mas nesta quinta-feira (20), a família de Gugu Liberato emitiu um comunicado expondo a atual situação financeira de Rose Miriam, negando os boatos de uma suposta crise. De acordo com a nota, a médica recebeu um imóvel que teria sido avaliado em aproximadamente 6 milhões de reais com mais de 1.000 metros quadrados de área. A casa fica localizada em Alphaville, um bairro nobre de Barueri, na Grande São Paulo.

Além da mansão, Rose também recebeu de Liberato um investimento em seu nome no valor de 500 mil dólares (equivalente a mais de 2 milhões de reais), no clube de futebol dos Estados Unidos Orlando City Soccer.

Devido a isso, a companheira de Gugu passou a ter um Green Card e passe livre no país, ao contrário do apresentador, que tinha apenas visto de turista.

O comunicado ainda menciona que Rose e os filhos têm plano de saúde de cobertura tanto no Brasil como nos Estados Unidos, onde moram atualmente. "Dra. Di Matteo é empresária muito bem-sucedida no olhar do governo americano", afirma ainda a nota.

Comunicado menciona testamento de Gugu

No mesmo dia em que augusto Liberato foi sepultado, houve a abertura do seu testamento, no qual afirmava estar deixando 75% da fortuna para Marina, Sofia e João Augusto, três filhos que teve com Rose Miriam enquanto estiveram juntos.

De acordo com o comunicado emitido pela família de Gugu, Rose e filhos estavam presentes, além de alguns tabeliães, que estiveram no local da leitura para tirar eventuais dúvidas.

A defesa da família do apresentador negou que Rose tivesse passado por coação antes de assinar os papéis do testamento, como havia mencionado seu advogado anteriormente.

O comunicado diz ainda que Rose Miriam pediu para retornar com os filhos para os Estados Unidos no dia seguinte à abertura do testamento de Gugu. O motivo teria sido a escola das crianças, que estava em período de provas na época.

Até agora, a defesa de Rose Miriam, que atualmente é representada pelo advogado brasileiro Nelson Williams, não se pronunciou para negar ou confirmar as afirmações feitas pelo comunicado da família Liberato.

Não perca a nossa página no Facebook!