Na última quarta-feira (30), uma influenciadora digital chinesa acabou indo a óbito após ser queimada pelo ex-marido enquanto realizava uma transmissão ao vivo para seus admiradores em uma de suas redes sociais. O trágico caso aconteceu na região de Aba, que fica localizada na província de Sichuan, no Sudoeste da China, e gerou repercussão nos veículos de comunicação chineses.

Lamu, como era conhecida pelo público, estava transmitindo uma live para seus seguidores no Douyin, plataforma semelhante ao TikTok, na qual era seguida com mais de 800 mil pessoas, quando foi surpreendida pelo marido, cujo nome não foi divulgado, de forma inesperada.

Os telespectadores relataram terem visto uma tela preta durante a transmissão e, em seguida, gritos.

O trágico episódio ocorreu no último dia 14. O esposo da influenciadora digital cometeu uma invasão à sua residência e jogou conteúdo inflamável em seu corpo. Em seguida, o homem colocou fogo na jovem, provocando sua morte, dias depois. Ela foi levada para um hospital e precisou ser internada às pressas em consequência das gravíssimas queimaduras que sofreu pelo ataque do marido.

De acordo com as informações que foram fornecidas pela Polícia que atendeu ao caso, o marido de Lamu não estaria aceitando bem o fim do relacionamento, o que teria motivado o crime contra a influenciadora digital, que tinha 30 anos.

Ela chegou a pedir o divórcio, após alegar estar sofrendo violência doméstica pelo companheiro.

Lamu e o marido tinha dois filhos pequenos. Não foi informado com quem as crianças irão ficar após a morte da mãe e a prisão do pai. As identidades das crianças não foram divulgadas para proteger sua privacidade.

A última publicação na rede social da influenciadora digital havia sido feita no mesmo dia em que ela sofreu o ataque. No vídeo, que teve milhões de curtidas dos seguidores, ela cantava uma música tradicional tibetana.

O assassinato da influenciadora provocou grande tristeza e revolta entre o público.

Por meio das redes sociais, muitos internautas deixaram suas últimas mensagens para Lamu, lamentando seu falecimento. O ex-esposo da jovem, identificado apenas pelo sobrenome Tang, foi encontrado pela polícia pouco depois do crime contra a mulher e detido em seguida para prestar depoimentos a respeito do crime.

Irmã faz campanha para ajudar em tratamento

No dia 16 de setembro, Zhuoma, irmã da influenciadora, foi às redes sociais para pedir doações que seriam utilizadas para pagar o tratamento médico da jovem. No total, foram arrecadados R$ 830 mil, dos quais 40% seriam destinados para causas sociais, de acordo com a parente de Lamu.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!