Provavelmente, os últimos dois dias foram os mais tensos na carreira de 20 anos do jornalista Reinaldo Gottino. Ele, que é conhecido pelo bom humor e construiu boas relações em todas as emissoras de rádio e televisão por onde trabalhou, agora está sofrendo uma série de ataques, críticas e xingamentos desde o último domingo.

A razão para isto ocorreu na última sexta-feira (27), quando Gottino se envolveu em uma discussão acalorada ao vivo com a advogada Gabriela Prioli –que é uma das debatedoras do programa "O Grande Debate", da CNN Brasil.

Prioli fez uma postagem no último domingo (29), nas redes sociais, dando a entender que iria deixar a atração.

Mesmo que não tenha dito de forma explícita, o post da advogada foi repercutido por muitos como um pedido de demissão.

Gabriela Prioli ganhou notoriedade no programa e passou a ser admirada por seu poder de articulação e conhecimento da área jurídica, além de ser professora e mestra em direito penal.

O pedido da advogada não foi oficializado até o momento, já que ela tem um contrato com a CNN Brasil e as partes estão conversando para chegarem a um acordo comum. Talvez Prioli permaneça na emissora, talvez não, a situação não está muito clara até o momento. A discussão entre ela e Gottino, embora tenha sido um evento isolado, aparentemente, acabou se tornando uma situação de bastante desconforto para a debatedora.

O apresentador foi atacado até mesmo por celebridades que ficaram do lado da advogada.

Uma das acusações mais apontadas foi a de que ele trabalhou em um jornal popular na Record TV, mas Gottino também foi defendido nas redes sociais por fãs e por ex-colegas de trabalho.

Em entrevista ao colunista Ricardo Feltrin, do portal UOL, Gottino disse que se sentiu muito triste com a situação, porque não foi apenas xingado e ofendido, mas também foi sentenciado.

Generosidade

Ele também é lembrado por sua generosidade. Na época em que apresentava o "Balanço Geral" de São Paulo, na Record TV, o que ele ganhava com merchandisings era, segundo Feltrin, dividido com os colegas de bancada, Fabíola Reipert e Renato Lombardi. Quando toda esta situação aconteceu, segundo Gottino, ele ligou para Gabriela Prioli e enviou uma mensagem na qual pedia desculpas, porém, não teve resposta.

O jornalista declarou ainda ao UOL que não havia percebido nada de errado na sexta-feira, mas, depois que assistiu ao programa, percebeu que se excedeu. No domingo à tarde, já com toda a polêmica armada, ele entrou em contato com a direção da CNN Brasil e comunicou que iria pedir desculpas públicas à Gabriela Prioli em suas redes sociais.

Ele também solicitou que seu pedido de desculpas pudesse estar em quaisquer notas que a CNN viesse a publicar sobre o caso, o que de fato aconteceu.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Opinião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!