A reportagem de Drauzio Varella com a transexual Suzy ainda está dando muito que falar nas redes sociais. Tudo começou depois que o crime da detenta foi revelado. Suzy cumpre pena por violentar e matar um menino de apenas 9 anos. Além dos internautas, alguns apresentadores Famosos da Televisão brasileira também criticaram o médico, como por exemplo, Sikêra Júnior, do “Alerta Nacional” e Sônia Abrão, do “A Tarde é Sua”. Sônia disse em seu programa que “o público acabou sendo induzido a erro” por não ter conhecimento da verdade.

Entretanto, após suas declarações sobre o assunto, Sônia Abrão começou a ser duramente criticada nas redes sociais nesta terça-feira (10), e seu nome chegou, inclusive, nos trending topics do Twitter.

Tais críticas vieram pelo fato dos internautas lembrarem que a apresentadora já entrevistou o assassino de Eloá Cristina, assassinada em 2008.

Um internauta anexou um vídeo que mostra a apresentadora da Rede TV! falando sobre o assunto e disse que o público não esqueceu do assassino de Eloá entrando ao vivo com ela. “Viu!”, finalizou ele, que terminou ainda datando quando tudo aconteceu: “13/11/2008”. Outro internauta disse que Sônia entrevistou um sequestrado enquanto o mesmo mantinha sua ex-namorada como refém. Já outra internauta diz que a apresentador não é “NINGUÉM pra falar o que é ética”.

Entrevista polêmica

Do domingo (1º), o “Fantástico”, da Rede Globo, transmitiu a entrevista de Drauzio Varella com a detenta Suzy Oliveira e, durante a conversa o médico chegou a se solidarizar e abraçar a trans, o que chegou a comover os internautas até que o crime da detenta foi revelado.

Depois que o público teve conhecimento que Suzy cumpre pena por violentar e matar uma criança, a Rede Globo e o médico começaram a ser duramente criticados pelos internautas.

Drauzio Varella publica vídeo

Após a repercussão negativa de sua entrevista, Drauzio Varella postou um vídeo em sua redes sociais para falar sobre o assunto e, aproveitou para pedir desculpas a família do menino assassinado por Suzy em 2010.

Drauzio disse no vídeo que já havia prestado uma nota sobre o assunto, onde ressaltou não ter entrado na penitenciária como juiz, mas sim como médico.

Com isso, Drauzio diz que ser médico orienta seu olhar em todas as situações, independente de estar ou não atendendo um paciente. Ele diz ainda fazer isso há mais de 50 anos, seja em seu consultório, na cadeia, nos livros de sua autoria, nos jornais, na televisão ou na internet.

Entretanto, o médico disse poder imaginar a dor que a família do menino está sentindo por acabar sendo involuntariamente envolvida neste caso. “Peço desculpas a família do menino”, disse Drauzio Varella.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!