Na última segunda-feira (11), durante uma transmissão ao vivo, a atriz Bruna Marquezine falou a respeito da depressão que teve aos 17 anos de idade. Durante a live, Marquezine usou a sua experiência para alertar os seus seguidores sobre a doença e afirmou que se via muito através do olhar das outras pessoas, uma consequência de crescer exposta ao público.

Ainda na ocasião citada, Bruna Marquezine chegou a falar também da importância que a terapia teve na sua vida e de como ela acabou salvando a sua Saúde mental. A transmissão ao vivo em questão aconteceu no Instagram e foi feita em parceria com o jornalista Bruno Astuto.

Também durante a live, Marquezine comentou a importância que a fé teve para o seu bem-estar e destacou que Deus sempre foi uma realidade em sua vida, um assunto que ela considerava bastante interessante para se discutir. O motivo para essa percepção também foi explicado pela atriz, que chegou a destacar que ouviu na igreja várias vezes que a sua depressão era consequência da falta de orações e fé.

Após mencionar os episódios destacados, Bruna ainda ressaltou que caso alguém tenha escutado algo parecido enquanto atravessa um momento complicado da vida, é necessário não acreditar nesse tipo de fala. Posteriormente, a atriz destacou que para ela Deus deu a capacitação aos profissionais da saúde mental para que eles possam ajudar os outros e a terapia foi algo transformador para ela.

Bruna Marquezine fala das dificuldades

De acordo com informações do site Notícias da TV, Bruna Marquezine sofreu com a depressão aos 17 anos de idade e afirmou ter passado por momentos muito complicados devido ao fato de que cresceu diante do olhar do público.

Portanto, os julgamentos que recebiam acabavam tendo um peso grande em sua vida e se tornaram uma das causas da depressão, ainda que fatores internos também contribuíssem para ela.

Durante a sua conversa com Bruno Astuto, Marquezine ainda revelou que teve uma série de problemas de imagem e distúrbios alimentares devido aos fatores destacados e abordou como as mulheres se sentem pressionadas pela sociedade para se encaixar em um padrão. Para ela, tudo isso fez com que a sua cobrança pessoal se tornasse ainda maior e agravou o momento da depressão.

Ainda no assunto da doença citada, Bruna destacou que somente procurou por terapia quando a sua situação já havia se tornado bastante crítica, mas ela se sente grata por ter tomado essa decisão, visto que isso foi o que lhe ajudou a vencer esse momento difícil. A atriz, entretanto, não descarta a importância da sua família em tudo isso e considera as duas coisas complementares.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!