Neste momento de crise causado pela pandemia do coronavírus não são somente pessoas anônimas que têm recorrido ao auxílio emergencial de R$ 600 que está sendo oferecido pelo governo para ajudar os trabalhadores informais que necessitam neste momento.

Quem precisou recorrer ao auxílio neste momento de dificuldade foi a atriz e dançarina Rita Cadillac, de 65 anos. A atriz relatou que precisou pedir a ajuda para o governo para se manter no momento, e que o dinheiro que ela recebeu do auxílio a ajudou a pagar suas contas de casa.

O assunto foi tratado por Rita através de um vídeo que foi enviado pela atriz para o quadro “A Hora da Venenosa”, que vai ao ar pelo programa “Balanço Geral”, da Record TV.

Durante o programa, onde Rita falou a respeito das dificuldades que vem passando, e que por isso recorreu ao auxílio do governo. Ela contou também que atualmente já perdeu alguns amigos para a Covid-19, e que atualmente um de seus sobrinhos também se encontra internado devido à doença.

Rita solicitou auxílio emergencial

No vídeo enviado pela atriz, ela conta que pediu pelo auxílio como cidadã, e que o dinheiro veio em boa hora para ela. Rita conta ainda que, com o dinheiro que recebeu do governo, ela conseguiu pagar as contas de luz e telefone de sua casa, e que também pagou outras contas que precisava acertar neste momento.

A respeito do pedido, Rita explicou que resolveu recorrer ao auxílio emergencial porque se sentiu no direito como cidadã de pedir por isso, e que foi aceito.

Ela ainda explicou que está sem trabalhar desde março, e que atualmente só está saindo dinheiro, e que não estava entrando.

Ao final do ano passado, Rita havia se envolvido em uma polêmica com o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL). Isso porque o deputado em questão havia citado a atriz durante uma discussão que ele havia tido com o deputado federal Alexandre Frota (PSDB).

Na discussão, o deputado, filho do presidente da República, aproveitou o momento da discussão com o também deputado para relembrar a respeito do passado do mesmo em relação aos filmes adultos que foram realizados por Frota.

Na ocasião, Rita respondeu ao comentário que foi feito por Eduardo, e declarou que havia visto que o deputado citou o seu nome durante a CPI das fake news, e que ela havia se sentido humilhada devido ao que foi dito por ele.

A atriz ainda explicou que o deputado havia declarado que ela gostava de fazer filmes adultos, e ela ressaltou em sua declaração que não havia gostado de fazer filme nenhum do cunho que ele havia citado em sua fala.

Rita ainda se defendeu, falando que havia feito os filmes em questão e que não tem vergonha disso, porque fez apenas por dinheiro, porque tinha um filho para cuidar. A atriz ainda explicou que estava se justificando apenas porque, caso ela ficasse quieta, iriam falar que ela não estava se importando com o assunto.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!