De acordo com informações do site Notícias da TV, o ex-diretor da Globo Wolf Maya está sendo alvo de um processo movido pela Associação de Moradores e Amigos (AMA) da cidade de Búzios, Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. O processo em questão se refere à mansão que Maya possui na cidade.

Conforme destacado pelo site, o processo do AMA aponta que a mansão estaria abandonada e, portanto, acaba representando um risco para os vizinhos. Entretanto, aparentemente a casa não pertence a Wolf Maya.

É possível afirmar que a ação civil pública que corre contra o diretor de TV foi protocolada na 2ª Vara Cível de Armação dos Búzios ainda no mês de julho do ano passado.

No período citado, Maya estava vivendo na cidade de Nova York, localizada nos Estados Unidos.

O Notícias da TV chegou a ter acesso às informações do processo ainda esse mês e chegou a procurar Wolf Maya, através de sua assessoria de imprensa, para obter um posicionamento a respeito do caso citado.

Segundo o destacado pelo Notícias da TV, Maya ficou surpreso ao saber a respeito do problema judicial em questão, visto que ele está vivendo na sua mansão de Búzios há cerca de dois meses, desde que a quarentena teve início. Ele ainda chegou a afirmar que a casa nunca esteve abandonada, sendo regularmente frequentada por ele e por seus familiares.

Assim, após o seu contato com o site citado, Wolf Maya chegou a questionar o caseiro responsável pelo imóvel a respeito da manutenção e também sobre o recebimento de uma possível intimação judicial no período em que ele não esteve na casa.

Entretanto, o caseiro afirmou que nada foi recebido.

AMA comete erro em petição

Após a conversa com o funcionário, o diretor procurou por seus advogados para ter acesso à ação movida contra ele e acabou descobrindo que, na verdade, a AMA se enganou ao fazer a petição.

Realmente existe uma mansão abandonada no condomínio, mas não é a de Wolf. De acordo com ele, o engano aconteceu por um erro e também em uma coincidência relativa ao seu sobrenome.

Portanto, conforme as informações veiculadas no Notícias da TV, a propriedade citada pelo AMA na petição se localiza na rua B do condomínio citado. A casa de Wolf Maya, por sua vez, fica na rua D.

Além disso, as duas possuem ao mesmo número e a confusão aconteceu devido a um bar, localizado em frente à mansão abandonada. O estabelecimento em questão se chama Maya Mar Beach Point, mas não possui nenhuma ligação com Wolf e sua família.

De acordo com o Notícias da TV, a AMA de Búzios chegou a ser procurada para prestar esclarecimentos a respeito do erro no processo. Entretanto, a defesa da instituição não quis se pronunciar a respeito do caso.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!