A tragédia envolvendo o menino Miguel, que faleceu na última quinta-feira (04), após cair do nono andar de um prédio na cidade de Recife, tem comovido o Brasil. De acordo com informações veiculadas pelo site UOL TV e Famosos, a ativista Luisa Mell chegou a declarar que deseja prestar auxílio à mãe de Miguel, Mirtes Renata.

Ao comentar sobre o assunto em questão, Luisa Mell afirmou que o seu coração estava partido por ter ficado sabendo do que aconteceu com o menino. Mirtes precisou levar Miguel para o trabalho em um bairro nobre da cidade. Ela atuava como doméstica e, apesar das recomendações de distanciamento social, não precisou continuar indo ao trabalho todos os dias.

Em um determinado ponto do dia, a patroa de Mirtes, Sari Gaspar Corte Real, esposa do prefeito de Tamandaré, colocou Miguel em um elevador para que ele encontrasse sozinho a sua mãe. Na ocasião, ela havia saído a mando de Sari para passear com o cachorro. Então, o menino acabou indo parar no nono andar do prédio, do qual caiu.

Ao compartilhar a respeito do falecimento do menino, Luisa Mell disse: "queremos justiça para Miguel. Por favor, quem conhecer a mãe, entre em contato comigo. Quero ajudar a pagar um advogado para o caso. Me ajudem a não deixar esta mulher ficar impune pq é rica e influente".

Também na ocasião citada, Luisa destacou que caso a situação se invertesse e o filho de Sari tivesse morrido sob os cuidados de Mirtes, as coisas seriam bem diferentes.

Entretanto, por vir de uma família influente, a mulher poderia ficar impune. Posteriormente, a ativista pediu aos seus seguidores para lhe ajudarem a se certificar de que isso não venha a acontecer.

Luisa Mell fala sobre privilégios e dificuldades

Ainda durante a sua postagem sobre o caso de Miguel, Luisa Mell chegou a falar sobre os seus privilégios e afirmou que, mesmo tendo condições financeiras, ainda sente dificuldades para trabalhar e cuidar do seu filho.

Entretanto, ela tem recursos para conseguir contornar essa situação, o que não é o caso de várias pessoas. Posteriormente, a ativista declarou que esse não é um problema somente das mães, mas sim de toda a sociedade.

Também nessa ocasião, Luisa Mell relembrou de todas as dificuldades que estão sendo geradas para os trabalhadores devido à pandemia do novo coronavírus.

Sobre isso, é possível afirmar que um membro da família de Sari chegou a ser contaminado pelo vírus em questão e, ainda assim, ela manteve Mirtes trabalhando, o que adoeceu toda a família da mãe de Miguel.

Apesar de toda a indignação provocada pelo crime, Sari Gaspar pagou uma fiança de R$ 20 mil e está atualmente responde em liberdade pelo crime.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!