Em uma conversa que ocorreu no confinamento de “A Fazenda 12”, nesta última quarta-feira (16), o jornalista Lucas Strabko, o Cartolouco, pediu ajuda para o colega de programa, Juliano Ceglia, para conseguir um emprego no SBT.

Na conversa, o ex-repórter da apresentadora Adriane Galisteu revelou ao colega de confinamento que ainda mantém um bom relacionamento com os colegas de seu antigo trabalho, mesmo tendo saído da emissora. A novidade deixou o ex-repórter da Globo bastante animado, visto que Strabko está desempregado desde abril deste ano.

A conversa em relação a emissora de Silvio Santos começou devido a um questionamento que foi feito por Lucas a Mateus Carrieri, sobre a participação do mesmo no reality show da emissora, “A Casa dos Artistas”, que foi ao ar em 2001.

O ator revelou alguns detalhes a respeito dos bastidores do programa e contou ainda que não tem visitado o canal há anos. Carrieri ainda comentou que o dono do canal havia delegado suas funções administrativas para suas filhas, no entanto, Juliano contestou a fala em seguida.

Juliano explica dinâmica no SBT e Cartolouco pede emprego

Juliano então explicou que as filhas do dono da emissora não mandam em nada no SBT e que poderia afirmar isso porque tem um amigo que é diretor da Eliana na emissora.

De acordo com Ceglia, quem ainda manda na emissora é Silvio Santos. Cartolouco aproveitou o momento do debate sobre a emissora para pedir que Juliano indicasse ele para trabalhar no SBT. No entanto, Ceglia não respondeu nada ao pedido de emprego do ex-repórter da Globo e mudou de assunto logo em seguida.

Peões falam sobre Silvio Santos em 'A Fazenda 12'

Ainda na mesma conversa, os peões também comentaram sobre as surpresas que são exigidas pelo patrão no dia a dia no canal. De acordo com Juliano, o dono do SBT toma atitudes como tirar uma novela da noite em um dia que ela não deu audiência, e colocá-la no dia seguinte no horário da manhã.

Juliano então destacou que o dono da emissora faz questão de mudar os horários sem se importar se uma novela estava no horário das 21h e foi passada para 7h da manhã, devido a audiência. Os peões então continuaram debatendo a respeito das atitudes que são tomadas na emissora e que muitas vezes acabam sendo prejudicais aos envolvidos nas produções.

Carriei também opinou a respeito da situação e destacou que algo que a emissora costuma muito a fazer, e que é ruim para os atores, é iniciar a gravação de uma novela e ela não ir para o ar.

De acordo com ele, as novelas muitas vezes são gravadas pela emissora em um momento e acabam indo ao ar somente dois anos depois na Televisão. O último trabalho de Carrieri na emissora, inclusive, foi no especial de "Chiquititas" do SBT, que foi ao ar na emissora entre os anos de 2013 a 2015.

Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página A Fazenda
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!