Tom Cruise é inegavelmente um dos principais nomes do Cinema de ação de Hollywood. Mas ao mesmo tempo em que é um dos astros mais carismáticos, ele também é um dos mais excêntricos e polêmicos da indústria do cinema. A nova polêmica envolvendo o nome do ator são as acusações de que “Missão Impossível 7” estaria violando direitos trabalhistas, além de ser o protagonista do longa, Cruise também é produtor executivo.

De acordo com informações da Variety, a produção está recebendo críticas pela maneira como tem tratado os trabalhadores filipinos que trabalham nos navios em que estão instalados o elenco e a equipe de “Missão Impossível 7”.

De acordo com a publicação, a produção do novo filme de Cruise contratou dois navios da companhia norueguesa Hurtigruten.

O aluguel dos navios tem previsão de duração do fim de agosto até o fim de setembro. A intenção é manter elenco e equipe isolados em um mesmo local para evitar que sejam contaminados pela Covid-19.

Dois sindicatos da Noruega denunciaram a companhia responsável pelo aluguel dos navios para as autoridades, as alegações são de que os trabalhadores filipinos que estão no navio estão recebendo salários extremamente baixos por seus trabalhos.

Destruindo pontes

Mesmo que a atual situação seja culpa da empresa Hurtigruten, esta não é a primeira vez que a produção protagonizada por Tom Cruise se envolve em polêmica.

Anteriormente, o longa-metragem havia sido acusado de tentar explodir uma ponte na Polônia de mais de 100 anos.

O cineasta Christopher McQuarrie, que dirige e roteiriza o longa, contudo, afirmou que a produção procurou lugares que já tinham a intenção de destruir pontes para que fossem reconstruídas.

McQuarrie afirmou que eles iniciaram uma busca, que houvesse uma pequena possibilidade de que em algum país em qualquer lugar do mundo tivesse uma ponte que precisasse ser destruída, algumas pessoas da Polônia responderam entusiasmadas com esta ideia.

Segundo o diretor e roteirista, estas pessoas tinham conhecimento de uma ponte de ferrovia abandonada em uma área que atendia às necessidades da produção do filme e, para melhorar a situação, esta localidade na Polônia estava ansiosa para promover o turismo local, disse o diretor.

Mesmo com as declarações do cineasta, as críticas prosseguiram e devido a estas complicações, a produção não deverá mais filmar esta sequência na Polônia.

Nunca antes na história da saga protagonizada por Tom Cruise foi preciso que uma história fosse dividida em duas partes, sendo assim, a história iniciada em “Missão Impossível 7” será finalizada em “Missão Impossível 8”. Christopher McQuarrie também irá dirigir o oitavo filme da saga. “Missão Impossível 7” tem previsão de estreia para novembro de 2021.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Cinema
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!