Irão integrar a Força Aérea Afegã quatro aviões modelo A-29 Super Tucano, fabricados pela empresa brasileira Embraer. Esses aviões foram fornecidos pela Força Aérea Americana para implementar o programa de apoio aéreo leve, em inglês Light Air Support - LAS.

Programa de apoio aéreo leve- LAS

O programa LAS tem o intuito de treinar novos pilotos, dar suporte em missões de apoio aéreo e reconhecimento, a partir de janeiro de 2016 os aviões brasileiros vão estar em operação no Afeganistão, fazendo parte deste plano, que por fim pretende deixar a segurança aérea toda por responsabilidade dos afegãos.

As aeronaves foram entregues no dia 15 de janeiro de 2016, em Cabul capital afegã.

Publicidade
Publicidade

Para opera-las foram treinados 8 pilotos da força aérea do Afeganistão pelo 81° Esquadrão de combate dos Estados Unidos.   

 O Super Tucano

Aeronave fabricada pela empresa brasileira Embraer, esboço que teve início no começo dos anos 1990 com o projeto brasileiro SIPAM/SIVAM, projeto este que tinha como objetivo proteger a soberania do espaço aéreo brasileiro e as fronteiras da Amazônia principalmente contra o Narcotráfico.

Mas para tanto precisava-se de uma aeronave leve e robusta, a força aérea brasileira elaborou os requisitos da nova aeronave, com resultado foi criado o ALX Super Tucano, avião de turboélice e de pequeno porte.

 Aparelho este que atenderia os requisitos para operar na Amazônia brasileira, operações que passariam por todo tido de adversidade como; altas temperaturas, chuvas fortes, umidade elevada, pistas provisórias sem pavimentação, voo de grandes distancias e operando dia e noite.

Publicidade

Primeiras operações

Suas primeiras operações em combate se deram em 18 de janeiro de 2007, quando algumas aeronaves fornecidas a força aérea colombiana atacaram com bombas posições de narcotraficantes na selva, no Brasil ele já participou várias vezes na interceptação de aviões no espaço aéreo, ficou também à disposição para operações durante o evento da copa do mundo e além de ser a aeronave principal de treinamento de novos pilotos. #Terrorismo #Estado Islâmico #EUA