Quem tem crianças sabe que eles têm hábitos de colocar tudo na boca, estão sempre brincando no chão e não sabem diferenciar o que podem e o que não podem fazer. Uma das grandes preocupações das mães é manter o ambiente sempre limpo, evitando doenças para seus filhos. Há também aquelas que querem evitar o contato com #Animais de estimação, pois acreditam que estes transmitem doenças, porém, um ambiente limpo não pode fortalecer o sistema imunológico de uma criança. 

É claro que não é adequado deixar nossos filhos em ambientes sujos, mas os pais têm que entender que o contato dos pequenos com os animais pode ser extremamente benéfico, não só no aspecto da saúde física, como também mental.

Publicidade
Publicidade

Muitos têm criticado pessoas que beijam cães e aqueles que deixam as crianças os beijarem, mas estudos comprovam que ser lambido pelos cachorros ou beijá-los faz bem à saúde. Além de fortalecer o sistema imunológico, diminui o risco do desenvolvimento de asma e alergias. 

Há estudos que estão sendo feitos sobre os micróbios transmitidos pelos cães, pois, supostamente, eles podem ser benéficos para os seres humanos, tendo efeito probiótico. A realidade é que, para quem ama a convivência com animais, é super natural acariciá-los e beijá-los. Sabemos que há pessoas que têm nojo, mas o intuito é fazer com que os pais fiquem despreocupados quando seus filhos tiverem um contato com os cães, seja por lambidas ou carícias. É importante que eles desenvolvam o afeto pelos animais, pois eles podem ajudar em muitos aspectos, além de ser uma excelente companhia. 

Se você ainda tem dúvidas sobre o assunto, converse com pessoas que têm bichinhos e também fale sobre isso com o pediatra de seu filho na próxima consulta, você terá a confirmação de que os cachorros são inofensivos, e que o medo ou excesso de zelo pode impedir que seu filho tenha experiências maravilhosas com os animais.

Publicidade

É importante ensinar que não é com qualquer cão que ele pode brincar, apenas aqueles que conhecemos e temos a certeza de que não irão atacar a criança.