Existem jogadores que não aparecem muito nos elencos, mas que são peças fundamentais em certos esquemas táticos de alguns times. Alguns deles fazem parte de um grupo seleto de melhores jogadores, em suas respectivas posições, mas como não aparecem para o público através de gols e jogadas geniais, não são valorizados como deveriam.

Um jornal inglês elaborou um ranking com os dez jogadores mais injustiçados no #Futebol, tendo como base principal jogadores que atuaram na Europa. O único brasileiro a figurar nessa lista é o atual técnico da seleção brasileira de futebol, Dunga. Segue abaixo a relação dos jogadores que fazem parte dessa lista:

Milner - é um jogador versátil, pois atua em alto nível em diversas posições, mas não é reconhecido no elenco do Manchester City, sendo mais um no meio de tantas estrelas do time inglês.

Publicidade
Publicidade

Makelele - era um excelente jogador de defesa, com técnica apurada e um poder de marcação e posicionamento incríveis. Seu maior destaque foi no Chelsea, onde foi soberano de 2003 a 2008.

Kuyt - é um meia-atacante de qualidade, pois além de ajudar na criação das jogadas, também finaliza muito bem. Foi destaque do Liverpool, onde jogou de 2006 a 2012, e conquistou o título da Liga dos Campeões. Na final ele fez um gol e foi um dos protagonistas da partida.

Klose - é um atacante alemão que sempre fez muitos gols por onde passou, tanto nos clubes quanto na seleção alemã. Inclusive, ele é o maior artilheiro de todas a Copas, posto que alcançou na Copa do Mundo no Brasil em 2014, e que era defendido pelo atacante brasileiro Ronaldo.

Heskey - atacante voluntarioso e que defendeu a seleção inglesa durante 11 anos, mas nunca convenceu o país de que era um grande jogador.

Publicidade

Hagi - foi um dos melhores meias da seleção romena de futebol e é considerado um dos melhores meio-campistas da história, mas não é tão reconhecido como outros meias menos qualificados.

Dunga - sempre foi um volante aguerrido e um líder dentro de campo, mas sempre ficou à sombra de jogadores mais habilidosos e goleadores.

Costacurta - foi um dos melhores zagueiros do Milan, sempre muito respeitado na seleção italiana e no futebol mundial, mas era ofuscado por Maldini e Baresi.

Carrick - sempre contestado na seleção inglesa, mas considerado um dos melhores jogadores ingleses por Alex Ferguson. Foi um jogador de velocidade e ótimo na recomposição do time.

Djorkaeff - comandou o meio-campo da seleção francesa nas conquistas da Copa do Mundo em 1998 e da Eurocopa em 2000, mas sempre foi ofuscado pelo talento de Zidane. #Europa #Resenha Esportiva