As chuvas fortes dos últimos dias têm deixado São Paulo em estado de alerta, nesta sexta-feira (20), no período da tarde já havia mais de 15 pontos importantes de alagamento, o que provocou problemas na circulação de trens da CTPM, sem contar no trânsito bem acima do comum.

As chuvas no período da tarde deixaram em pouco tempo parte da zona Leste e a Zona Sul alagadas, logo a situação se espalhou para as demais regiões paulistas.

Para garantir a segurança das pessoas as linhas 2-verde e 3-vermelha do metrô reduziram a velocidade média e também o tempo de parada, no intuito de evitar acidentes, já que a chuva é intensa e forte.

Publicidade
Publicidade

12 pontos foram considerados intransitáveis

As marginais Tietê na altura da Juvenal Gomes Coimbra, sentido Ayrton Senna e na Ponte Adhemar F. da Silva; a Radical Leste, altura do viaduto Guadalajara, nos dois sentidos; as avenidas Nove de Julho sentido centro; Marques de São Vicente, sentido Lapa, próximo a Rua Dr. Rubens Meirelles; Marques de São Vicente, sentido Barra Funda, Praça Luís Carlos Mesquita; São João, sentido único na altura da Rua Helvécia; Celso Garcia, altura da Rua José Alencar; a Rua São Paulo, sentido único na altura da Rua Teixeira Leite; as praças  L. Carlos Mesquita, ambos os sentidos na altura da Avenida Antártica e da Bandeira, próximo a Rua Teixeira Leite e o elevado Costa e Silva, ambos os sentidos da altura da Rua Ana Cintra.

O trânsito também estava consideravelmente grande na Marginal Tietê sentido Ayrton Senna e na pista expressa da Castello Branco até a ponte Cruzeiro do Sul e algumas outras vias da cidade.

Publicidade

A situação que essas chuvas intensas estão provocando nas ruas de São Paulo é alarmante, em alguns bairros a água chegou a mais de 1 metro. Casas foram completamente devastadas e nesta quinta-feira, 19 de março uma pessoa desapareceu na região metropolitana da capital paulista, familiares reconheceram o carro da vítima.

O nome do homem é José Fonseca Silva de 69 anos, a vítima continua desaparecida e os bombeiros continuam a busca pelo aposentado.

Uma moradora chegou a gravar um vídeo do momento que o aposentado se agarrava na porta do lado de fora, enquanto o carro era arrastado pela enxurrada.

No vídeo a moradora grita para que a vítima saia do carro e pede por ajuda, ela sai por um momento da janela para pedir socorro e quando volta José Fonseca Silva já havia desaparecido.

As chuvas do dia 19 também ocasionaram transbordamento de córregos, trânsito complicado e fechamento do aeroporto de Congonhas.

Nesta sexta-feira (20) até o momento os aeroportos operam normalmente, tanto o Cumbica como o Congonhas.