O processo de #Inovação existe em uma empresa para propiciar um processo criativo e sustentável de geração de soluções. E é para atender a essa necessidade de inovar que é buscada, permanentemente, a consolidação de uma cultura da inovação, suportada por conceitos corporativos, processos e ferramentas.

Uma cultura inovadora só terá terreno fértil para estabelecer processos alinhados, focados e contínuos se houver uma política interna que favoreça o desenvolvimento do ímpeto natural das pessoas em sugerir melhorias e inovações, além de procedimentos e recursos que potencializem essas iniciativas.

O conceito de Gestão de Inovação abrange um conjunto de procedimentos para prospectar e analisar soluções existentes e emergentes, identificando quais possuem potencial para gerar oportunidades de negócios.

Publicidade
Publicidade

A linha de atuação das equipes responsáveis por conduzir os processos de inovação deve buscar, constantemente, inserir e priorizar a inovação na agenda da alta administração da empresa. Isso porque deve haver o entendimento de que a inovação é algo estratégico para a competitividade e sustentabilidade dos negócios.

O desafio de consolidar uma cultura da inovação em uma empresa é complexo. Embora não haja segredo nem fórmula mágica, é preciso estudar, traçar um caminho e se dedicar à implementação de melhores práticas de inovação.

Mais importante do que se traçar um conceito fechado e inflexível de inovação, é considerar que o senso comum muitas vezes peca na descrição do que viria a ser, de fato, inovação. Em linhas gerais, é importante considerar que inovação:

  • não é melhoria! Inovação não é adequação!
  • não é #criatividade!
  • não se resume aos produtos!
  • não é somente tecnologia!

Na prática, inovação pode ser considerada como a transformação de novas ideias em resultado.

Publicidade

E a equação que representa esse conceito pode ser: ESTRATÉGIA + NOVIDADE + EXECUÇÃO = RESULTADOS.

A inovação pode ser percebida de acordo com o valor que ela agrega às organizações e pode se referir a: #designthinking

  • introdução de um novo produto ou mudança qualitativa em um produto ou serviço existente;
  • desenvolvimento de um novo processo não necessariamente envolvendo um conhecimento inédito;
  • mudança organizacional, ou seja, novas formas de fazer as mesmas coisas internamente, ou criação de novas rotinas ou cultura de trabalho;
  • abertura de um nicho de mercado novo no qual uma área específica do setor ainda não havia penetrado;
  • criação de novas fontes de provisão para matérias-primas, ou outras contribuições que estimulem a sustentabilidade.